Adoraçao ao Deus Verdadeiro

A palavra do Senhor é simplesmente surpreendente. Cada vez que a lemos certamente descobrimos, através da iluminação do Espírito Santo, revelações novas para nortear nossa vida de adoração ao Deus verdadeiro e de comunhão com os nossos irmãos e irmãs.Nestas últimas semanas, tenho compreendido cada vez mais a respeito da adoração e vou compartilhar aqui algumas dessas verdades, mas, é claro, não vou esgotar o assunto, pois, cada vez que abrimos a Bíblia, como já disse, vamos ver um aspecto diferente da mesma verdade. Não que haja diferentes verdades, mas, diferentes aspéctos, façes de uma mesma verdade, pois, a verdade de Deus é sempre absoluta, mas, a mesma vai sendo revelada gradativamente. Se assim não fora nem mesmo teríamos condições de absorver tantas coisas maravilhosas de uma só vez. Graças a Deus pela gradatividade das revelações.Em Apocalípse 14.6-8 lemos: “Vi outro anjo voando pelo meio do céu, tendo um evangelho eterno para pregar aos que se assentam sobre a terra, e a cada nação, e tribo, e língua, e povo, dizendo, em grande voz: Temei a Deus e dai-lhe glória, pois é chegada a hora do seu juízo; e adorai aquele que fez o céu, e a terra, e o mar, e as fontes das águas. Seguiu-se outro anjo, o segundo, dizendo: Caiu, caiu a grande Babilônia que tem dado a beber a todas as nações do vinho da fúria da sua prostituição.”O texto acima nos fala de uma evangelho eterno para ser pregado a cada nação, tribo, língua e povo… para ser pregado em grande voz… e o teor desse evangelho eterno é: TEMEI A DEUS E DAI-LHE GLÓRIA, POIS É CHEGADA A HORA DO SEU JUíZO… E ADORAI AQUELE QUE FEZ OS CÉU, A TERRA, O MAR E AS FONTES DAS ÁGUAS…Que texto claro a respeito da adoração ao Deus Criador. Este texto nos fala de um evangelho eterno, ou seja, a adoração ao Deus verdadeiro já acontecia antes da criação de todas as coisas e depois de tudo que existe deixar de existir, Deus continuará sendo adorado. Antes do princípio de todas as cosas Ele era adorado pelos santos anjos, hoje Ele é adorado pelos santos anjos, por homens, mulheres, adolecentes, crianças de toda e qualquer religião que o reconhece como o Deus Criador, mas, virá o dia em que o Senhor será adorado somente por anjos, homens e mulheres que aceitaram a redenção por meio do sacrifício, do sangue de Jesus Cristo, pois estamos vivendo na dispensação (espaço de tempo) da graça, enquanto Deus aguarda que mais e mais pessoas se convertam a Ele através do meio legal que Ele mesmo estabeleceu – Jesus Cristo. Vivemos dias onde as pessoas são religiosas e, a religião é o que elas estão preparando para oferecerem a um Deus que não está interessado em religião e sim nas pessoas.É importante frisar que a religião, na sua maioria reconhecem a Deus como o Criador, Arquiteto do Universo, Origem de tudo e todos, Aquele lá de cima, enfim, cada pessoa reconhece, de alguma forma que Deus é Deus. Até mesmo o ateu, ao negar a existência de Deus afirma que Ele existe. Pois, se não existisse não precisava ser negado. Mas, o que necessita ficar claro é que Deus elegeu um meio através do qual qualquer pessoa pudesse se achegar a Ele… e esse meio, essa ponte, essa ligadura é Jesus Cristo. Segundo os estudiosos a palavra religião vem do termo “religare”, ou seja, o ser humano é religado, ligado de novo ao Deus Criador. Jesus Cristo é exatamente esta conexão com Deus, logo, Jesus Cristo é a nossa religação, nossa religião.Não basta apenas crer que existe Deus. Adorá-lo é preciso. Não há adoração sem sacrifício sobre o altar. Para isso precisamos de um cordeiro – Jesus é o Cordeiro, o sacrifício através do qual temos acesso ilimitado ao trono da graça, pela graça e de graça.Hebreus 11.6-11 “De fato, sem fé é impossível agradar a Deus, porquanto é necessário que aquele que se aproxima de Deus creia que ele existe e que se torna galardoador dos que o buscam. Pela fé, Noé… sendo temente a Deus, aparelhou uma arca para a salvação de sua casa… Pela fé, Abraão, quando chamado, obedeceu, a fim de ir para um lugar que devia receber por herança; e partiu sem saber aonde ia. Pela fé, peregrinou na terra da promessa… porque aguardava a cidade que tem fundamentos, da qual Deus é o arquiteto e edificador. Pela fé, também, a própria Sara recebeu poder para ser mãe, não obstante o avançado de sua idade, pois teve por fiel aquele que lhe havia feito a promessa.”No tempo presente, os verdadeiros adoradores já estão em franca operação e crescimento, mas, de certa forma estão misturados com todos aqueles que, acreditam no poder de Deus, embora ainda não tenham se posicionado em relação ao maravilhoso sacrifício do Cordeiro de Deus que tira o pecado do mundo – Jesus Cristo. E esse maravilhoso e misericordioso Deus, aguarda para que os mesmos se convertam a ele seguindo os princípios que estão claramente exposto na Bíblia Sagrada. Pois, o desejo do Senhor… “o qual deseja que todos os homens sejam salvos e cheguem ao pleno conhecimento da verdade.” Essa verdade é Jesus Cristo. Disse Jesus: “Eu sou o Caminho, a Verdade e a Vida e ninguém vem ao Pai senão por mim.” (João 14.6)Voltando ao assunto, o livro do Apacalipse nos fala de um evangelho Eterno que diz: Adorai a Deus e dai-lhe glória… , ou seja, a adoração é tão eterna quanto a Única pessoa digna de recebê-la… a pessoa do próprio Deus. A adoração existe antes de tudo e todos. Acho que até mesmo antes do anjos. Quando os anjos foram criados já estava intrínsico neles, já havia um pre-suposto de que o Deus Eterno deveria ser adorado somente. Quanto a terça parte dos anjos que negligenciaram este chamado íntimo, precipitados foram na maldição da queda junto com Lúcifer, antigo anjo de luz que hoje é conhecido como príncipe das trevas.A adoração ao verdadeiro Deus existe antes dos ídolos de madeira, cerâmica ou metal. A adoração ao verdadeiroDeus existe antes de todos santos e santas e de toda e qualquer forma de idolatria e dependência psico-emocional aos humanos notáveis que viverão na presença do Deus Altíssimo. Santos todos foram, pois a palavra “santo” significa “separado por Deus ou para Deus” e também significa “puro, limpo, etc”. Puro, enquanto ser humano, somente o Senhor Jesus Cristo foi puro, sobre quem afirmam as Escrituras: “o qual não cometeu pecado, nem dolo algum se achou em sua boca.” (1Pedro 2.22).Mas, no aspecto de homens e mulheres consagrados, separados por Deus e para Deus, sim, todos eram santos… até mesmo aqueles que, apesar de serem reconhecidos por Deus em sua palavra como sendo santos não o são pelas religiões que, pela prática aberta da idolatria diluem a fé de pessoas de bem que são, muitas vezes, mais fiéis aa doutrina equivocada ensinada por suas religiões do que aa palavra de Deus propriamente dita, a qual é a verdade absoluta de Deus para todos os homens e mulheres.Exitiram os santos? É claro que sim. Falta espaço para citar o nome de todos os santos: São Adão, Santa Eva, São Sete, São Noé, São Enoque (esse foi tão santo que, assim como o São Elias, foi levado vivo para o céu.)… São Abraão, Santa Sara, São Jetro, São Melquisedeque, Santo Isaque, São José do Egito, São Davi, São Salomão, Santo Isaías, Santo Jeremias, São Daniel, São Elias, São Elizeu (esse santo recussitou um morto até depois de morto), depois, no Novo Testamento vemos São Pedro, São João, Santa Maria (mãe do Senhor), Santa Maria Madalena (que foi liberta dos demônios), São João, São Mateus, São Marcos, São Lucas, São Paulo, enfim, todos santos, separados por Deus e para Deus. Porém, somente um dentres todos esses santos e santas, somente um ressucitou de entre os mortos e nunca mais morreu – São Jesus Cristo de Nazaré.Portanto, somente Ele é o mediador entre Deus e os homens. Ele é o Único que continua ressucitadamente vivo, que subiu aos céus e se assentou aa direita de Deus Pai, o Eterno. Por isso afirma as Escrituras:“Porquanto há um só Deus e um só MEDIADOR entre Deus e os homens, Cristo Jesus, homem, o qual a si mesmo se deu em resgate por todos: testemunho que se deve prestar em tempos oportunos.” (1 Timóteo 2.5,6).É muito importante reconhecer a vocação de todos os santos e santas, inclusive os do Antigo Testamento dos quais alguns nomes eu citei neste breve comentário. Mas, só Jesus Cristo de Nazaré é o Cordeiro escolhido por Deus para propiciar a nossa salvação. Portanto, Ele é o Ûnico através de quem nos aproximamos de Deus para adorá-lo. Ele é o Caminho oficial estabelecido por Deus. Lembre-se: sem o cordeiro não há adoração – Jesus Cristo é o cordeiro… apenas Ele.Pr. Antônio CiriloA palavra do Senhor é simplesmente surpreendente. Cada vez que a lemos certamente descobrimos, através da iluminação do Espírito Santo, revelações novas para nortear nossa vida de adoração ao Deus verdadeiro e de comunhão com os nossos irmãos e irmãs.

Nestas últimas semanas, tenho compreendido cada vez mais a respeito da adoração e vou compartilhar aqui algumas dessas verdades, mas, é claro, não vou esgotar o assunto, pois, cada vez que abrimos a Bíblia, como já disse, vamos ver um aspecto diferente da mesma verdade. Não que haja diferentes verdades, mas, diferentes aspéctos, façes de uma mesma verdade, pois, a verdade de Deus é sempre absoluta, mas, a mesma vai sendo revelada gradativamente. Se assim não fora nem mesmo teríamos condições de absorver tantas coisas maravilhosas de uma só vez. Graças a Deus pela gradatividade das revelações.

Em Apocalípse 14.6-8 lemos: “Vi outro anjo voando pelo meio do céu, tendo um evangelho eterno para pregar aos que se assentam sobre a terra, e a cada nação, e tribo, e língua, e povo, dizendo, em grande voz: Temei a Deus e dai-lhe glória, pois é chegada a hora do seu juízo; e adorai aquele que fez o céu, e a terra, e o mar, e as fontes das águas. Seguiu-se outro anjo, o segundo, dizendo: Caiu, caiu a grande Babilônia que tem dado a beber a todas as nações do vinho da fúria da sua prostituição.”

O texto acima nos fala de uma evangelho eterno para ser pregado a cada nação, tribo, língua e povo… para ser pregado em grande voz… e o teor desse evangelho eterno é: TEMEI A DEUS E DAI-LHE GLÓRIA, POIS É CHEGADA A HORA DO SEU JUíZO… E ADORAI AQUELE QUE FEZ OS CÉU, A TERRA, O MAR E AS FONTES DAS ÁGUAS…

Que texto claro a respeito da adoração ao Deus Criador. Este texto nos fala de um evangelho eterno, ou seja, a adoração ao Deus verdadeiro já acontecia antes da criação de todas as coisas e depois de tudo que existe deixar de existir, Deus continuará sendo adorado. Antes do princípio de todas as cosas Ele era adorado pelos santos anjos, hoje Ele é adorado pelos santos anjos, por homens, mulheres, adolecentes, crianças de toda e qualquer religião que o reconhece como o Deus Criador, mas, virá o dia em que o Senhor será adorado somente por anjos, homens e mulheres que aceitaram a redenção por meio do sacrifício, do sangue de Jesus Cristo, pois estamos vivendo na dispensação (espaço de tempo) da graça, enquanto Deus aguarda que mais e mais pessoas se convertam a Ele através do meio legal que Ele mesmo estabeleceu – Jesus Cristo. Vivemos dias onde as pessoas são religiosas e, a religião é o que elas estão preparando para oferecerem a um Deus que não está interessado em religião e sim nas pessoas.

É importante frisar que a religião, na sua maioria reconhecem a Deus como o Criador, Arquiteto do Universo, Origem de tudo e todos, Aquele lá de cima, enfim, cada pessoa reconhece, de alguma forma que Deus é Deus. Até mesmo o ateu, ao negar a existência de Deus afirma que Ele existe. Pois, se não existisse não precisava ser negado. Mas, o que necessita ficar claro é que Deus elegeu um meio através do qual qualquer pessoa pudesse se achegar a Ele… e esse meio, essa ponte, essa ligadura é Jesus Cristo. Segundo os estudiosos a palavra religião vem do termo “religare”, ou seja, o ser humano é religado, ligado de novo ao Deus Criador. Jesus Cristo é exatamente esta conexão com Deus, logo, Jesus Cristo é a nossa religação, nossa religião.

Não basta apenas crer que existe Deus. Adorá-lo é preciso. Não há adoração sem sacrifício sobre o altar. Para isso precisamos de um cordeiro – Jesus é o Cordeiro, o sacrifício através do qual temos acesso ilimitado ao trono da graça, pela graça e de graça.

Hebreus 11.6-11 “De fato, sem fé é impossível agradar a Deus, porquanto é necessário que aquele que se aproxima de Deus creia que ele existe e que se torna galardoador dos que o buscam. Pela fé, Noé… sendo temente a Deus, aparelhou uma arca para a salvação de sua casa… Pela fé, Abraão, quando chamado, obedeceu, a fim de ir para um lugar que devia receber por herança; e partiu sem saber aonde ia. Pela fé, peregrinou na terra da promessa… porque aguardava a cidade que tem fundamentos, da qual Deus é o arquiteto e edificador. Pela fé, também, a própria Sara recebeu poder para ser mãe, não obstante o avançado de sua idade, pois teve por fiel aquele que lhe havia feito a promessa.”

No tempo presente, os verdadeiros adoradores já estão em franca operação e crescimento, mas, de certa forma estão misturados com todos aqueles que, acreditam no poder de Deus, embora ainda não tenham se posicionado em relação ao maravilhoso sacrifício do Cordeiro de Deus que tira o pecado do mundo – Jesus Cristo. E esse maravilhoso e misericordioso Deus, aguarda para que os mesmos se convertam a ele seguindo os princípios que estão claramente exposto na Bíblia Sagrada. Pois, o desejo do Senhor… “o qual deseja que todos os homens sejam salvos e cheguem ao pleno conhecimento da verdade.” Essa verdade é Jesus Cristo. Disse Jesus: “Eu sou o Caminho, a Verdade e a Vida e ninguém vem ao Pai senão por mim.” (João 14.6)

Voltando ao assunto, o livro do Apacalipse nos fala de um evangelho Eterno que diz: Adorai a Deus e dai-lhe glória… , ou seja, a adoração é tão eterna quanto a Única pessoa digna de recebê-la… a pessoa do próprio Deus. A adoração existe antes de tudo e todos. Acho que até mesmo antes do anjos. Quando os anjos foram criados já estava intrínsico neles, já havia um pre-suposto de que o Deus Eterno deveria ser adorado somente. Quanto a terça parte dos anjos que negligenciaram este chamado íntimo, precipitados foram na maldição da queda junto com Lúcifer, antigo anjo de luz que hoje é conhecido como príncipe das trevas.

A adoração ao verdadeiro Deus existe antes dos ídolos de madeira, cerâmica ou metal. A adoração ao verdadeiro Deus existe antes de todos santos e santas e de toda e qualquer forma de idolatria e dependência psico-emocional aos humanos notáveis que viverão na presença do Deus Altíssimo. Santos todos foram, pois a palavra “santo” significa “separado por Deus ou para Deus” e também significa “puro, limpo, etc”. Puro, enquanto ser humano, somente o Senhor Jesus Cristo foi puro, sobre quem afirmam as Escrituras: “o qual não cometeu pecado, nem dolo algum se achou em sua boca.” (1Pedro 2.22).

Mas, no aspecto de homens e mulheres consagrados, separados por Deus e para Deus, sim, todos eram santos… até mesmo aqueles que, apesar de serem reconhecidos por Deus em sua palavra como sendo santos não o são pelas religiões que, pela prática aberta da idolatria diluem a fé de pessoas de bem que são, muitas vezes, mais fiéis aa doutrina equivocada ensinada por suas religiões do que aa palavra de Deus propriamente dita, a qual é a verdade absoluta de Deus para todos os homens e mulheres.

Exitiram os santos? É claro que sim. Falta espaço para citar o nome de todos os santos: São Adão, Santa Eva, São Sete, São Noé, São Enoque (esse foi tão santo que, assim como o São Elias, foi levado vivo para o céu.)… São Abraão, Santa Sara, São Jetro, São Melquisedeque, Santo Isaque, São José do Egito, São Davi, Santo Isaías, Santo Jeremias, São Daniel, São Elias, São Elizeu (esse santo recussitou um morto até depois de morto), depois, no Novo Testamento vemos São Pedro, São João, Santa Maria (mãe do Senhor), Santa Maria Madalena (que foi liberta dos demônios), São João, São Mateus, São Marcos, São Lucas, São Paulo, enfim, todos santos, separados por Deus e para Deus. Porém, somente um dentres todos esses santos e santas, somente um ressucitou de entre os mortos e nunca mais morreu – São Jesus Cristo de Nazaré.

Portanto, somente Ele é o mediador entre Deus e os homens. Ele é o Único que continua ressucitadamente vivo, que subiu aos céus e se assentou aa direita de Deus Pai, o Eterno. Por isso afirma as Escrituras:

“Porquanto há um só Deus e um só MEDIADOR entre Deus e os homens, Cristo Jesus, homem, o qual a si mesmo se deu em resgate por todos: testemunho que se deve prestar em tempos oportunos.” (1 Timóteo 2.5,6).

É muito importante reconhecer a vocação de todos os santos e santas, inclusive os do Antigo Testamento dos quais alguns nomes eu citei neste breve comentário. Mas, só Jesus Cristo de Nazaré é o Cordeiro escolhido por Deus para propiciar a nossa salvação. Portanto, Ele é o Ûnico através de quem nos aproximamos de Deus para adorá-lo. Ele é o Caminho oficial estabelecido por Deus. Lembre-se: sem o cordeiro não há adoração – Jesus Cristo é o cordeiro… apenas Ele.

Pr. Antônio Cirilo

0 comentários:

Postar um comentário

Comente, Questione, Critique, Aconselhe, Tire Dúvidas.

Mas difamações, ataques pessoais, trollagens, xingamentos, atitudes de intolerância, assim como comentários à serviço de militâncias políticas e religiosas não serão aceitos!

Fica reservado ao Blog Filhos de YHWH ou não, de comentários anônimos.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

468x60

energia a preço justo
Nelson Neto. Tecnologia do Blogger.
 
Filhos de Yhwh © 2012 | Designed by Nelson Neto