A SOBREVIVENTE DO ABORTO

"Sou sobrevivente de um aborto" - um testemunho impactante

Se o aborto diz respeito somente aos direitos da mulher, então quais são os meus direitos?” Gianna Jessen, sobrevivente de um ABORTO.

No dia-a-dia, nos deparamos com situações que podem trazer sérias consequências com respeito às decisões que tomamos acerca do que se acredita ser verdadeiro. Nesse sentido, nós, cristãos, somos desafiados a desenvolver uma visão de mundo mais apurada – uma maneira de compreender o que está se passando ao nosso redor através das lentes da verdade, pois esta é imutável.

A blogosfera tem sido um espaço importante no que se refere à construção da cosmovisão cristã, disponibilizando muitos artigos edificantes, embora se publique também muita coisa supérflua, sem fundamento. Não basta ficarmos debatendo, criticando, questionando nesse espaço virtual, temos que aplicar nosso conhecimento em nossa comunidade.  Como já falei, estou professor da EBD, Classe dos jovens. Em reunião com os coordenadores da UMADEMA (União da Mocidade da Assembleia de Deus de Monte Alegre), propus levarmos para as reuniões de consagração, que são realizadas no sábado pela manhã, assuntos atuais e questionamentos contemporâneos sobre a fé cristã, que exigem reflexão e posicionamento por parte de cada cristão.

Os coordenadores aceitaram a proposta e, considerando as leis que tramitam no Congresso e na Câmara dos Deputados acerca da descriminalização do aborto, resolvi, na reunião, ocorrida no último sábado, 07/08, tratar desse assunto com os jovens. Para tanto, colhi informações e levei alguns vídeos pró-aborto e pró-vida para que pudéssemos compará-los, discuti-los e, baseados na ética cristã, chegarmos a uma conclusão à respeito do assunto.

Foi uma reunião muito edificante, na qual os jovens questionaram, opinaram e se emocionaram. No período da reunião, lembrei-me de um vídeo que havia assistido há algum tempo, sobre uma jovem sobrevivente de um aborto. Comprometi-me de localizá-lo e leva-lo numa reunião posterior para apreciação dos jovens. Pesquisando no Youtube, o achei e gostaria de compartilhá-lo com os leitores desse blog.


O testemunho, em si, dispensa comentários, no entanto, ouvindo uma mensagem acerca desse tema, conheci um texto bem interessante. Observe:

(Êxodo 21:22) - Se alguns homens pelejarem, e um ferir uma mulher grávida, e for causa de que aborte, porém não havendo outro dano, certamente será multado, conforme o que lhe impuser o marido da mulher, e julgarem os juízes.
(Êxodo 21:23) - Mas se houver morte, então darás vida por vida,


Consultei o Manual Popular de Dúvidas, Enigmas e "Contradições Bíblicas”, de Norman Geisler e Thomas Howe, sobre os versículos citados e transcrevi, abaixo, o esclarecedor comentário feito a respeito deles. Confira:

ÊXODO 21:22-23

PROBLEMA: De acordo com algumas traduções da Bíblia, este texto ensina que, se dois homens brigarem, e a mulher de um deles tiver um aborto, o responsável "será obrigado a indenizar segundo o que lhe exigir o marido da mulher" (v. 22). Mas, se da briga resultar a morte da mulher, a penalidade seria a pena capital (v. 23). Isto não prova então que o feto não era considerado um ser humano, como o era a mãe?

SOLUÇÃO: Antes de mais nada, há aqui uma tradução inadequada. O grande erudito em hebraico, Umberto Cassuto, traduziu este texto corretamente, da seguinte maneira:

"Se homens brigarem, e ferirem não intencionalmente uma mulher com criança, e seus filhos forem dados à luz, porém sem maior dano - isto é, nem a mulher nem as crianças morrerem -aquele que feriu será obrigado a indenizar segundo o que lhe exigir o marido da mulher; e pagará como os juízes lhe determinarem. Mas, se houver dano grave, isto é, a mulher ou as crianças morrerem, então, darás vida por vida." {Commentary on the Book of Exodus - Comentário do Livro de Êxodo - Magnes Press, 1967).

A tradução acima torna o sentido bem claro. É uma passagem de peso contra o aborto, afirmando que um feto tem o mesmo valor que um ser humano adulto.

Segundo, a palavra hebraica (yatsa), erroneamente traduzida pelo verbo "abortar", na verdade significa "sair" ou "dar à luz". No AT, é a palavra regularmente empregada com o sentido de dar à luz com vida. De fato, ela não tem nenhum emprego no sentido de "aborto provocado", embora tenha o sentido de dar à luz um natimorto. Mas nessa passagem, como em praticamente todos os textos do AT, a referência é a um nascimento com vida, embora prematuro.

Terceiro, há uma outra palavra hebraica para "aborto" (shakol), que não é usada. Já que ela era disponível e não foi empregada, tendo sido preferida a palavra que expressa um nascimento com vida, não há razão para supor que o sentido não seja realmente este: o de dar à luz uma criança com vida.

Quarto, a palavra usada com referência a que a mulher deu à luz é yeled, que significa "criança". A Bíblia usa a mesma palavra para "bebês" e para "criancinhas" (Gn 21:8; Êx 2:3). Daí, o não nascido é considerado um ser humano igual a uma criancinha.

Quinto, se qualquer dano acontecesse, seja para a mãe, seja para o filho, a mesma punição era devida: "vida por vida" (v. 23). Isso demonstra que o feto possuía o mesmo valor que sua mãe.

Sexto, outras passagens do AT ensinam que o feto é um ser humano em seu sentido mais completo (veja os comentários de Salmo 51:5 e 139:13ss). O NT confirma esta mesma posição (cf. Mt 1:20; Lc 1:41,44).

Extraído do Manual Popular de Dúvidas, Enigmas e "Contradições Bíblicas”, de Norman Geisler e Thomas Howe, Editora Mundo Cristão.



Norman L. Geisler é deão do Seminário Evangélico do Sul (Southern Evangelical Seminary), em Charlotte, Carolina do Norte, EUA. É doutor em teologia, mestre em filosofia e autor e co-autor de mais de trinta livros.







Thomas A. Howe é professor de religião na Liberty University, em Lynchburg, Virgínia, EUA. Tem bacharelado e mestrado em estudos bíblicos, e é também autor e co-autor de outros livros.


Para quem duvida de que Deus nos conhece e já nos acompanha desde a nossa concepção, confira em sua Bíblia os seguintes versículos:

"Pois criastes o meu interior, entreteceste-me no ventre da minha mãe... os meus ossos não te foram encobertos quando no oculto fui formado, quando fui entretecido nas profundezas da terra, os teus olhos viram o meu corpo ainda informe, todos os dias que foram ordenados para mim, no teu livro foram escritos, , quando nehum deles ainda havia"  (Salmo 139; 13,15-16; 119.73 - Bíblia Sagrada).

"As tuas mãos me plasmaram e me aperfeiçoaram... de pele e de carne me revestistes, de ossos e de tendões me entreteceste" - (Jó 10.8,11- Bíblia Sagrada).

 “Antes que te formasse no ventre te conheci, e antes que saísses da madre, te santifiquei; às nações te dei por profeta”  (Jeremias 1:5 - Bíblia Sagrada)

“Mas, quando aprouve a Deus, que desde o ventre de minha mãe me separou, e me chamou pela sua graça” (Gálatas 1:15 - Bíblia Sagrada)


OUVI-ME, ilhas, e escutai vós, povos de longe: O SENHOR me chamou desde o ventre, desde as entranhas de minha mãe fez menção do meu nome (Isaías 49:1 - Bíblia Sagrada)

Assim diz o SENHOR, teu redentor, e que te formou desde o ventre: Eu sou o SENHOR que faço tudo, que sozinho estendo os céus, e espraio a terra por mim mesmo; (Isaías 44:24 - Bíblia Sagrada)

Assim diz o SENHOR que te criou e te formou desde o ventre, e que te ajudará: Não temas, ó Jacó, servo meu, e tu, Jesurum, a quem escolhi. (Isaías 44:2 - Bíblia Sagrada))

Pois possuíste os meus rins; cobriste-me no ventre de minha mãe. (Salmos 139:13 - Bíblia Sagrada)

Por ti tenho sido sustentado desde o ventre; tu és aquele que me tiraste das entranhas de minha mãe; o meu louvor será para ti constantemente. (Salmos 71:6 - Bíblia Sagrada)

Sobre ti fui lançado desde a madre; tu és o meu Deus desde o ventre de minha mãe. (Salmos 2:10  - Bíblia Sagrada)

Mas tu és o que me tiraste do ventre; fizeste-me confiar, estando aos seios de minha mãe. (Salmos 22:9 - Bíblia Sagrada)



O aborto é um abuso “porque ao filho ou à filha (a filha é mulher-bebé. O bebé, antes de nascer, já tem sexo) não se lhes deixa a escolha da vida. Impõe-se-lhe a morte destruindo a sua vida e a liberdade que dela brota. ‘Acaba por ser a liberdade dos mais fortes contra os fracos, destinados a sucumbir’". (ADAV-Viseu)

Abram as suas bocas a favor dos que são sentenciados à morte e daqueles que não podem falar em sua defesa. Abre a tua boca, julga retamente e faze justiça aos pobres e necessitados" - Provérbios 31.8-9.

"Livra os que estão sendo levados para a matança se os puderes retirar" - Provérbios 24.11-12.


Estou certo de que devemos pensar acerca do que cremos, pois temos uma missão importante de influenciar nossa geração. Medite nisso!


Fontes Consultadas:
Bíblia Sagrada
Manual Popular de Dúvidas, Enigmas e "Contradições Bíblicas”, de Norman Geisler e Thomas Howe, Editora Mundo Cristão
Por:  Philadelfia Evangelismo
 

0 comentários:

Postar um comentário

Comente, Questione, Critique, Aconselhe, Tire Dúvidas.

Mas difamações, ataques pessoais, trollagens, xingamentos, atitudes de intolerância, assim como comentários à serviço de militâncias políticas e religiosas não serão aceitos!

Fica reservado ao Blog Filhos de YHWH ou não, de comentários anônimos.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

468x60

energia a preço justo
Nelson Neto. Tecnologia do Blogger.
 
Filhos de Yhwh © 2012 | Designed by Nelson Neto