BRASIL TÚ ÉS ESCOLHIDO 13/42



Antes de continuar com o assunto de sacerdócio, quero pedir um favor. Eu gostaria que você pensasse em  três    amigos com quem pudesse compartilhar esses artigos, eu quero pedir para você avisar essas três pessoas enviando o  link para elas. Desejo espalhar as notícias!
Bom, falando sobre a família sacerdotal…

Em Efésios encontramos o texto mais claro, na minha opinião, sobre os 5 “ofícios” ministeriais. Eu sei que há uma confusão grande no momento a respeito do assunto de “apóstolos e profetas” e sei que vamos ter que caminhar alguns quilômetros ainda para resolver tudo isso. O meu desejo nesse artigo é de trazer uma analogia que possa trazer alguma luz e base para diálogo sobre o assunto. É um assunto que não pode ser ignorado, pois faz parte da revelação das Escrituras. E é importante observar que faz parte do entendimento do Paulo a respeito da igreja depois do voto que ele fez e cumpriu em Atos 18.18. Eu creio que faz parte da “revelação” que Paulo recebeu sobre a vida da igreja. E creio ser importante entender a alegria no coração de Paulo de lidar com a igreja da cidade que tinha experimentado o maior derramar de Deus desde os dias de Pentecostes. Atos 19 seria uma boa leitura para você, querido leitor, antes de prosseguir.

Quero fazer uma analogia que vejo evidenciado na carta de Paulo. Ele faz questão de ministrar sobre a “família”. Eu creio que a analogia da igreja mais próximo ao coração de Deus é a da “família”. Romanos 8:29 revela que Deus-Pai queria que todos nós somos predestinados a sermos conforme a imagem de Jesus, a fim de que Ele seja o “primogênito” entre muitos irmãos. A Igreja é “a família de Deus” espalhada pela terra, nascido de novo, pelo Espírito de Deus. É nisso que eu quero fazer uma analogia: a família natural tem dois pais, homem e mulher. Juntos, eles são a “imagem de Deus-Pai” para seus filhos. A incumbência delegada aos pais é de representar Deus-Pai para eles, a fim de que todo filho venha a crer e seguir Deus-Pai pessoalmente, podendo viver o seu relacionamento com Deus-Pai tendo um “trampolim” da experiência com os próprios pais. Essa imagem de Deus-Pai não se faz por só homem, ou só mulher. Parte do mistério de Deus no casamento é que a união de um marido com a sua esposa forma uma imagem em que o filho possa “ver Deus.” Então o papel de cada integrante se torna essencial para o filho “enxergar” Deus nos pais. E os filhos imitam o que vem nos pais. Verdadeiramente, cada filho aprende seu papel para sua própria família futura no exemplo que recebe dos seus pais, pelo bem ou pelo mal.

E quem são os “pais” da família espiritual de Deus? Eu lhes apresento: apóstolos, profetas, evangelistas, pastores e mestres.

E ele designou alguns para apóstolos, outros para profetas, outros para evangelistas, e outros para pastores e mestres, com o fim de preparar os santos para a obra do ministério, para que o corpo de Cristo seja edificado, até que todos alcancemos a unidade da fé e do conhecimento do Filho de Deus, e cheguemos à maturidade, atingindo a medida da plenitude de Cristo. Efésios 4.11-13

Minha analogia? Todos os levitas que nasciam para o sacerdócio tinham pais que os “aperfeiçoaram e prepararam” para esse destino. Do mesmo modo, a família de Deus, destinado para o sacerdócio superior em Jesus tem pais espirituais cuja incumbência é de preparar os santos/filhos para a obra do ministério.

A família natural tem dois pais. A família de Deus tem cinco pais.

Cada pai na família natural executa uma função distinta, enquanto haja uma certa fluidez nessas funções observadas na experiência de família em família.

Na família de Deus, cada pai espiritual tem uma função porque a família tem essas funções em cada cidade e nação onde se encontra a família de Deus. Existem apóstolos porque a família de Deus tem uma missão apostólica na terra: a de portar e implantar “a cultura e o poder do reino de Deus.” Existem profetas porque a família de Deus tem uma missão profética de zelar pela aliança do Senhor com todos os povos e nações. Existem evangelistas porque a família de Deus tem uma missão de evangelizar cada pessoa, povo, e nação. Existem pastores porque a família de Deus tem uma missão de cuidar de novos convertidos, levando-os a maturidade, e cuidar dos grupos “protegidos por Deus” na sociedade: pobres, órfãos, viúvas e estrangeiros.  (-;  E finalmente, existem mestres para ensinar os caminhos, os estatutos, os testemunhos, os princípios e os valores (e muito mais) de Deus e do Seu reino.

Onde quero chegar? A família de Deus tem pais espirituais: apóstolos, profetas, evangelistas, pastores e mestres. Todos os filhos tem uma identificação maior com um do que com os outros. Os pais espirituais precisam assumir suas funções e ensinar filhos espirituais. Temos uma missão sacerdotal como família de Deus. Todos os filhos precisam se envolver.

Quero fazer umas perguntas para você: você é atraído mais a um papel paterno do que aos outros? Qual? Você tem pais espirituais perto de você para aprender esse papel?


Mike Shea
Casa de Davi
http://twitter.com/eliaquimike


Posso pedir um favor? Ajude-me a divulgar esses artigos por meio de seus blogs, sites, Facebook e Twitter!
Seja um mantenedor do Centro Brasileiro de Adoração: Saiba mais sobre o REEDIFICANDO JUNTOS!

0 comentários:

Postar um comentário

Comente, Questione, Critique, Aconselhe, Tire Dúvidas.

Mas difamações, ataques pessoais, trollagens, xingamentos, atitudes de intolerância, assim como comentários à serviço de militâncias políticas e religiosas não serão aceitos!

Fica reservado ao Blog Filhos de YHWH ou não, de comentários anônimos.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

468x60

energia a preço justo
Nelson Neto. Tecnologia do Blogger.
 
Filhos de Yhwh © 2012 | Designed by Nelson Neto