CENTENÁRIO DO CORINTHIANS TEM SÍMBOLO OCULTO

O significado da Águia Bicéfala no centenário do Corinthians



No centenário de um dos maiores e mais respeitados clubes do futebol mundial, o Corinthians, recebeceu um vídeo de comemoração, produzido pela Nike. No vídeo, no entanto, é possível identificar algumas simbologias relacionadas ao ocultismo.Vamos entender quais são os significados dos símbolos presentes no vídeo.




A Águia Bicéfala

Provavelmente, é o símbolo maçônico mais facilmente reconhecido no mundo, até mesmo mais importante que o Compasso e o Esquadro. A maioria das pessoas assume que esses duas aves são águias, mas tal suposição seria mortalmente errada. Essas duas aves são a Fênix da antiga mitologia egípcia. Veja a explicação do autor maçônico Manly P. Hall, Trigésimo Terceiro Grau, K. T., em seu livro, The Phoenix: An Illustrated Review of Occultism and Philosophy [A Fênix: Uma Análise Ilustrada do Ocultismo e da Filosofia]. Antes de iniciarmos, acho muito interessante observar que, ao usar esse título, Hall está admitindo que a Maçonaria é ocultista.



"Entre os antigos, uma ave fabulosa chamada Fênix foi descrita pelos primeiros escritores... em tamanho e forma ela lembra uma águia, mas com certas diferenças. O corpo da Fênix é coberto por penas roxas macias e brilhantes e as plumas em sua cauda são azuis e vermelhas, alternadamente. A cabeça é de cor clara, e em torno do pescoço há um colar de plumagem dourada. Na parte de trás, nas costas, a Fênix tem um chumaço de penas de cor brilhante... Dizem que vive por 500 anos e, na sua morte, seu corpo se abre e uma nova Fênix recém-nascida aparece. Por causa desse simbolismo, é considerada um símbolo da imortalidade e da ressurreição... A Fênix é um sinal das ordens secretas do mundo antigo e dos iniciados nessas ordens, pois era comum referenciar uma pessos que tinha sido aceita nos templos como um homem nascido duas vezes, ou renascido. A sabedoria confere uma nova vida, e aqueles que tornam-se sábios são renascidos." [pg. 176-177]

Vamos parar aqui para examinar a falsa experiência satânica do "novo nascimento". Os maçons, como todos os ocultistas, chamam seus iniciados que completaram a iniciação, de "renascidos". Nunca vou esquecer quando George Bush estava em sua campanha presidencial em 1988; ele estava sendo entrevistado pela apresentadora Barbara Walters em um programa na televisão e ela lhe fez uma pergunta que o pegou desprevinido. "O senhor é cristão?" Bush, visivelmente hesitante, abaixou seus olhos por um momento e depois respondeu, "Se por cristão você está perguntando se sou 'renascido', então sim, sou um cristão". Aquilo me chamou a atenção, pois nenhum cristão realmente nascido de novo teria analisado suas palavras com tanto cuidado. No entanto, um ocultista, que Bush certamente é, devido a sua participação na sociedade secreta Skull and Bones [Caveira e Ossos] na Universidade de Yale, responderia exatamente daquele modo. Os ocultistas afirmam serem nascidos de novo, e têm um êxtase religioso quando o espírito de Lucifer visita-os na iniciação.

Agora, vamos retornar à discussão sobre a ave Fênix. Veja a explicação dada por uma feminista radical, Barbara Walker, em seu livro ocultista, Now Is The Dawning [Agora é a Alvorada], pg 281: "Os egípcios acreditavam que a Fênix representava um deus que "subia ao céu na forma de uma estrela da manhã, como Lucifer, após sua morte por imolação no fogo e ressurreição..."

Uau! Em uma única curta e simples frase, temos a prova conclusiva que a Fênix é um símbolo de Lucifer!

Veja agora o testemunho de outro ex-feiticeiro, William Schnoebelen [hoje um cristão nascido de novo e autor de Maçonaria, do Outro Lado da Luz, publicado no Brasil pela editora Luz e Vida, tradução de Lucian Benigno] em seu livro Satan's Door Revisited, pg. 4, "Acreditava-se que a Fênix, de Bunnu, era uma ave divina, dos tempos do Egito antigo... Essa Fênix destrói-se nas chamas e depois renasce das cinzas. A maioria dos ocultistas crê que a Fênix seja um símbolo de Lucifer que foi lançado nas chamas e que... um dia, se levantará triunfante. Essa crença também está relacionada com a ressurreição de Hirão-Abi, o 'Cristo' maçônico".

Para evitar que a maioria das pessoas associasse a águia maçônica com a antiga Fênix, os maçons mudaram a Fênix para uma águia, e começaram a referenciá-la como Águia. No entanto, dois autores maçônicos esclarecem sobre essa mudança no simbolismo.

Manly P. Hall, em seu livro, The Lost Keys of Freemasonry (As Chaves Perdidas da Maçonaria), afirma, "Esses eram os imortais a quem o termo 'fênix' era aplicado, e seu símbolo era a misteriosa ave bicéfala, agora chamada de águia, um emblema maçônico familiar, porém pouco compreendido." [pg. 108; ênfase adicionada]

Albert Pike, em Magnum Opus, escreve, "... a águia era o símbolo vivo do deus egípcio Mendes... e o representante do Sol..." [pg. XVIII]

Em uma sentença, vemos a admissão que a ave Fênix da antiga mitologia egípcia satânica foi modificada na águia maçônica e depois Pike admite que a águia é o símbolo do deus Sol e do deus de Mendes, ambos símbolos satânicos comuns de Satanás/Lucifer!


Lembre-se também do significado satânico da frase que aparece abaixo da figura das águias - "DEUS MEUMQUE JUS". Como explicado no artigo anterior, essa é uma típica frase satânica em latim, "que significa que os maçons estão usando métodos ocultistas, por meio de Lucifer, para alcançar seus direitos e justiça."

Fonte: Tabernaculonet.com

0 comentários:

Postar um comentário

Comente, Questione, Critique, Aconselhe, Tire Dúvidas.

Mas difamações, ataques pessoais, trollagens, xingamentos, atitudes de intolerância, assim como comentários à serviço de militâncias políticas e religiosas não serão aceitos!

Fica reservado ao Blog Filhos de YHWH ou não, de comentários anônimos.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

468x60

energia a preço justo
Nelson Neto. Tecnologia do Blogger.
 
Filhos de Yhwh © 2012 | Designed by Nelson Neto