PELA 9º VEZ BIN LADEN É ANUNCIADO COMO MORTO

 

Quando Obama fez o pronunciamento da morte de Osama Bin Laden em um anúncio televisionado ouvido em todo o mundo na noite passada, ele foi, pelo menos, o nono chefe de estado ou funcionário do alto escalão a ter feito isso.

Dado os documentados problemas renais de Bin Laden e a consequente necessidade de diálise, funcionários do governo, chefes de estado e especialistas em contraterrorismo várias vezes opinaram que Osama Bin Laden estaria realmente morto já há algum tempo. Estas afirmações baseiam-se na saúde precária de Bin Laden no final de 2001 en os visíveis sinais de sua condição de deterioração, bem como relatos reais de sua morte no mesmo período.

Em julho de 2001,
Osama Bin Laden foi levado para o hospital americano em Dubai para tratamento dos rins. Segundo fontes da inteligência francesa, ele foi recebido lá pelo representante local da CIA. Quando o agente se gabava de seu encontro com amigos mais tarde, ele foi imediatamente chamado devolta a Washington.

Nas vésperas do 11 de setembro,
Osama Bin Laden estava internado em um hospital militar paquistanês sob o atento olhar do ISI do Paquistão, o equivalente paquistanês da CIA, com estreitos laços com a comunidade de inteligência americana.

Em outubro de 2001,
Bin Laden apareceu em um vídeo usando uniformes do exército e cocar islâmico, parecendo visivelmente pálido e magro. Em dezembro de 2001, outro vídeo foi divulgado, desta vez mostrando um Bin Laden gravemente doente, que foi aparentemente incapaz de mover o seu braço esquerdo.

Então, em 26 de dezembro de 2001, a
Fox News noticiou em uma história do Observer do Paquistão, de que os talibãs afegãos haviam pronunciado oficialmente a morte de Osama Bin Laden no início daquele mês. Segundo o relatório, ele foi
enterrado menos de 24 horas depois em uma vala comum, em conformidade com as práticas Wahabbist sunita.

O que se seguiu foi uma seqüência de pronunciamentos de autoridades afirmando o que já era óbvio: supostamente vivendo em cavernas e abrigos na passagem montanhosa entre Afeganistão e Paquistão, Osama teria sido privado do equipamento de diálise que ele precisava para viver.


Em 18 de janeiro de 2002,
o presidente paquistanês Pervez Musharraf anunciou muito claramente: "Acho que agora, francamente, ele está morto."

Em 17 de julho de 2002, o então chefe de contraterrorismo do FBI, Dale Watson,
disse numa conferência de oficiais policiais que "eu pessoalmente acho que ele [Bin Laden] provavelmente não está mais entre nós", antes de cuidadosamente acrescentar que "eu não tenho nenhuma evidência para apoiar isso."

Em outubro de 2002, o presidente afegão
Hamid Karzai disse à CNN que "eu acredito que [Bin Laden] provavelmente está morto."

Em novembro de 2005,
o senador Harry Reid revelou que ele havia sido informado de que Osama possivelmente teria morrido no terremoto do Paquistão de outubro daquele ano.

Em setembro de 2006,
a inteligência francesa vazou um relatório sugerindo Osama tinha morrido no Paquistão.

Em 02 de novembro de 2007,
a ex-ministra paquistanesa Benazir Bhutto disse a David Frost da Al-Jazeera que Omar Sheikh havia matado Osama Bin Laden.

Em março de 2009, Angelo Codevilla, ex-agente de inteligência estrangeira dos EUA e professor de relações internacionais na Universidade de Boston
declarou: "Todas as evidências sugerem que Elvis Presley está mais vivo hoje do que Osama Bin Laden."

Em maio de 2009,
o presidente paquistanês, Asif Ali Zardari confirmou que os seus "contatos dos serviços de inteligência americanos não tinha ouvido nada de Bin Laden em sete anos e confirmou "Eu não acho que ele está vivo."

Agora em 2011, o
presidente Obama entra no grupo de pessoas em posições de autoridade que pronunciaram Osama Bin Laden como morto. Alguns podem afirmar que nenhum dos relatórios anteriores tinham qualquer credibilidade, mas como está agora sendo divulgado que o corpo de Osama foi sepultado no mar menos de 12 horas depois de sua morte, sem possibilidade de qualquer confirmação independente de sua identidade, a mesma questão de credibilidade deve ser feita a esta última declaração. Até este ponto, a única evidência que temos que Osama Bin Laden foi morto ontem foram algumas imagens na TV de um local queimando e a palavra do homem atualmente ocupando o Salão Oval.

Mas dada a formação de um consenso bem informado em torno da opinião de que Bin Laden morreu há muito tempo, devido à insuficiência renal, irá o a população dos EUA requerer provas de mais qualidade de seu presidente de que a pessoa morta era na verdade Osama Bin Laden, e que ele realmente morreu da forma descrita, ou será que esse pronunciamento vai ficar inquestionável como tantas outras mortes na guerra interminável de terror?


Algumas
fontes do site Infowars relatam que o corpo de Bin Laden estaria congelado por vários anos, e que o anúncio de sua morte seria feito em um momento mais politicamente apropriado.

É claro que este momento visa aumentar o suporte as ações do governo americano de intervenção em outros países, além de justificar uma possível retaliação de membros da organização terrorista de Bin Laden, a Al-(CIA)Qaeda. Claro que sabemos que isto sera apenas para criar um pano de fundo para um possível ataque de falsa bandeira, como os de 11 de setembro.


Fontes:

As demais fontes estão linkadas diretamente no próprio artigo
Infowars

http://www.anovaordemmundial.com/2011/05/osama-bin-laden-e-pronunciado-morto.html 

0 comentários:

Postar um comentário

Comente, Questione, Critique, Aconselhe, Tire Dúvidas.

Mas difamações, ataques pessoais, trollagens, xingamentos, atitudes de intolerância, assim como comentários à serviço de militâncias políticas e religiosas não serão aceitos!

Fica reservado ao Blog Filhos de YHWH ou não, de comentários anônimos.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

468x60

energia a preço justo
Nelson Neto. Tecnologia do Blogger.
 
Filhos de Yhwh © 2012 | Designed by Nelson Neto