CONHEÇA O MUNDO DESIGUAL QUE VOCÊ VIVE - PARTE FINAL

 Trabalho x Desemprego

 http://lantra.websitewelcome.com/~apoiosfi/wp-content/uploads/2009/10/desemprego-71.jpg

185 milhões de pessoas estão desempregadas no planeta (6,2% da força de trabalho)..[ONU 2004]
Cerca de 40 mil empresas mandam em 25% da economia do planeta, mas empregam (diretamente) apenas 1,5% da mão-de-obra.

Segundo a OIT, os dados de trabalhadores domésticos infantis é espantoso: no Peru, 110 mil; no Paraguai, 40 mil; na Colômbia, 64 mil; na República Dominicana, 170 mil; apenas na Guatemala, 40 mil; no Haiti, 200 mil; e no Brasil – o campeão de trabalho doméstico na América Latina e talvez no mundo – 500 mil. 
 

Ecologia

A OMS (Organização Mundial da Saúde) estima que 160 mil pessoas estão morrendo por causa do aquecimento global, número que poderia dobrar até 2020 - contabilizando-se catástrofes naturais e doenças relacionadas a elas. [2004] 
 

Fome

Triste realidade constatada pela Organização das Nações Unidas para a Agricultura e a Alimentação (FAO): aproximadamente 854 milhões de pessoas passam fome de forma crônica em todo o mundo. Destas, 820 milhões vivem em países em desenvolvimento, 25 milhões são dos países da antiga União Soviética e nove milhões vivem nos países mais ricos..(2006)

A cada sete segundos, morre uma criança de fome. Documento-base da Campanha da Fraternidade de 2005

Cerca de 24.000 pessoas morrem diariamente devido à fome, ou a causas relacionadas com a fome. Três quartos das mortes dão-se em crianças com menos de cinco anos..[ONU]
Atualmente, 10% das crianças dos países em desenvolvimento morrem antes dos cinco anos. 

CARE

A escassez de alimentos e as guerras são responsáveis por apenas 10% das mortes devido à fome, embora sejam estas, normalmente, as causas apontadas mais freqüentemente. A maior parte das mortes por fome são provocadas pela desnutrição crônica. As famílias simplesmente não conseguem obter comida suficiente.

Além da morte, a desnutrição crônica também provoca a diminuição da visão, a apatia, a atrofia do crescimento e aumenta consideravelmente a susceptibilidade às doenças. As pessoas que sofrem de desnutrição grave ficam incapacitadas de funções até mesmo a um nível mais básico..[FAO]

Muitas vezes, são necessários apenas alguns recursos simples para que os povos empobrecidos tenham capacidade de produzir alimentos de modo a se tornarem auto-suficientes. Estes recursos incluem sementes de boa qualidade, ferramentas adequadas e o acesso a água. Pequenas melhorias nas técnicas de cultivo e nos métodos de armazenamento de alimentos também são úteis..[Oxfam]

Muitos peritos nas questões da fome acreditam que, fundamentalmente, a melhor maneira de reduzir a fome é através da educação. As pessoas instruídas têm uma maior capacidade para sair deste ciclo de pobreza que provoca a fome..[UNICEF] 
 

Educação

Há 113 milhões de crianças fora da escola em todo o mundo;
Cerca de 123 milhões de crianças no mundo em idade escolar não tiveram acesso às salas de aula em 2003, segundo a Unicef. Desse grupo, apenas 2% estão nos países ricos;
Dois terços dos analfabetos do mundo são do sexo feminino e 80% dos refugiados são mulheres e crianças.

Documento recente da Unesco recomenda que os países pobres, ou em desenvolvimento, invistam pelo menos 6% do Produto Interno Bruto em Educação. Os defensores da Educação, no Brasil sempre reivindicaram um investimento de 10% do PIB no setor. No entanto, o governo Lula segue a linha dos anteriores e aplica somente 4,2% do Produto em Educação..(18/11/2004)

Em 2003, foram gastos R$ 145 bilhões com juros da dívida pública, mais do que todas as despesas dos três poderes no âmbito federal (descontados os gastos com previdência social) e o equivalente a mais de 18 vezes o orçamento geral anual de todas as universidades federais. 
 

Distribuição da terra no Brasil

De acordo com dados oficiais do Incra, a concentração de terras no Brasil se mantém inalterada desde 1967. O índice de Gini, que varia de zero a um, oscilou entre 0,831 e 0,854 nos últimos 30 anos. Esse índice mede o nível de concentração de terras no país. Quanto mais distante de zero, menos igualitária é a distribuição da terra.

Existem cerca de 4 milhões de famílias sem-terra no Brasil. Se entregássemos 15 hectares a cada família, seria necessário desapropriar 60 milhões de hectares. Segundo o governo existem 120 milhões de hectares que podem ser desapropriados. (2004)

As 18 maiores propriedades do Brasil somam 18 milhões de hectares e tem um território equivalente a Portugal, Suíça e Holanda juntos. 18 senhores cercaram para si o espaço equivalente a 3 países europeus.
Saúde

Cerca de 44 milhões de brasileiros vivem em condições sanitárias abaixo do mínimo esperado, em 2004. Esse número é maior do que o do relatório do ano de 2003. (UNICEF)
230 milhões dos habitantes da América Latina, 46% do total, não contam com seguro-saúde; 125 milhões carecem de acesso permanente aos serviços básicos de saúde; 17% dos nascimentos não têm assistência de pessoal qualificado; 82 milhões de crianças não completam um programa de vacinação. 
 

HIV / Aids

O número de pessoas que vivem com o HIV continua crescendo e passou de 35 milhões em 2001 para 38 milhões em 2003.

A proporção de mulheres infectadas tem crescido regularmente. Em 2002, cerca da metade dos portadores do vírus da Aids eram do sexo feminino.

A epidemia também está afetando os jovens de maneira desproporcional: a metade dos novos casos de infecção no mundo corresponde a jovens com entre 15 e 24 anos.

A África Subsaariana segue sendo a região mais afetada pela Aids, com 25 milhões de infectados, enquanto na Ásia a epidemia avança com maior rapidez: 1,1 milhão de pessoas contraiu a Aids em 2003.

China, Indonésia e Vietnã registram fortes aumentos. A Onuaids destaca que, com 60% da população mundial, a situação asiática tem repercussões mundiais. Na Índia há cerca de 5,1 milhões de pessoas infectadas com o HIV.

Na América Latina, cerca de 1,6 milhão de pessoas vivem com o HIV e a epidemia tende a se concentrar principalmente entre os grupos de risco, como viciados em drogas e homossexuais.
Com mais de três milhões de consumidores de drogas injetáveis, a Rússia segue sendo um dos países mais afetados pela Aids na Europa Oriental e Ásia Central, com mais de 80% dos infectados abaixo dos 30 anos. O uso do preservativo é pouco difundido nesta zona.

O relatório revela que o número de infectados também cresce nos Estados Unidos e na Europa Ocidental. Nos EUA, cerca de 950 mil pessoas vivem com o HIV, com a ocorrência de 50 mil infecções nos últimos três anos, especialmente entre a população afro-americana. Na Europa Ocidental, há cerca de 580 mil portadores do HIV, contra 540 mil em 2001.

Apesar do gasto mundial com a Aids ter sido multiplicado por 15, passando de 300 milhões de dólares em 1996 para quase 5 bilhões de dólares em 2003, a verba atual não chega à metade do que seria necessário para os países em desenvolvimento. Calcula-se que para a prevenção e o atendimento dos pacientes nos países em desenvolvimento serão necessários 12 bilhões de dólares em 2005 e 20 bilhões em 2007. [AFP com ONU, 6/7/2004]
*
A cada minuto, uma criança morre de AIDS.

A Aids já deixou mais de 11 milhões de órfãos na África; o devastador avanço desta doença fará com que, em 2010, pelo menos 40 milhões de menores em todo o continente tenham perdido pelo menos um de seus pais, segundo a UNICEF.

O programa da ONU para a Aids (Unaids) divulgou relatório apontando que cerca de 3 milhões de pessoas devem morrer da doença em 2003 (contra 2,8 milhões de mortes em 2002), o pior resultado desde o registro dos primeiros casos de Aids, há duas décadas.

Em 2002 morreram 2,8 milhões de infectados pelo vírus da AIDS e em 2003 o total chegará a 3 milhões - só na África, 2,3 milhões;

Apenas um por cento dos milhões de africanos que precisam de tratamento contra Aids tem acesso ao coquetel de remédios que prolonga a vida dos doentes, segundo dados da OMS e do grupo não-governamental Médicos sem fronteiras (MSF). Seria possível ter acesso ao tratamento por menos de US$1 por dia, caso houvesse uma política contundente.

8,4 mil brasileiros morrem em consequência da Aids em 2001, segundo a ONU. No entanto, 61% dos brasileiros entrevistados não acreditam que a Aids e o HIV possam provocar a morte, segundo pesquisa da BBC.

45 milhões de pessoas serão infectadas pelo vírus do AIDS no mundo, nos próximos 8 anos;
Até 2020 o planeta perderá 68 milhões de habitantes vítimas da AIDS;

Fontes: Documentos internacionais, principalmente da ONU, UNICEF, OMS, FAO e UNAIDS.

0 comentários:

Postar um comentário

Comente, Questione, Critique, Aconselhe, Tire Dúvidas.

Mas difamações, ataques pessoais, trollagens, xingamentos, atitudes de intolerância, assim como comentários à serviço de militâncias políticas e religiosas não serão aceitos!

Fica reservado ao Blog Filhos de YHWH ou não, de comentários anônimos.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

468x60

energia a preço justo
Nelson Neto. Tecnologia do Blogger.
 
Filhos de Yhwh © 2012 | Designed by Nelson Neto