LADY GAGA - ANÁLISE SOBRE "JUDAS" - PARTE 1

Judas



Por Midia Illuminati

Como uma questão cultural e para que seus vídeos sejam vístos, Lady GaGa apela mais uma vez para a polêmica em seus videoclipes e músicas. Judas, o novo videoclipe, que segundo informações, foi dirigido pela própria cantora, envolve facilmente seus fãs para sua “mensagem” de liberdade ou revolução.

O novo clipe de Lady Gaga vazou na internet hoje mais cedo do que o esperado, mas já arrecadou para inúmeros fãs inúmeros comentários de emoção. Em uma sociedade decadente, onde até a música se tornou algo sem nexo, blasfêmico ou pornográfico, as canções seculares sequer estão tendo algum valor benéfico hoje em dia.

Antes de dar uma breve análise sobre a versão lançada na internet, vamos relembrar alguns comentários que saíram na mídia:

O vídeo, co-dirigido por GaGa e Laurieann Gibsion, só será lançado oficialmente no dia cinco de maio e será exibido pela primeira vez no American Idol e, de acordo com a própria cantora, será uma metáfora sobre perdão e "coloca o destino acima de tudo e mostra que os erros em sua vida não são realmente erros, são apenas parte de seu potencial global e de seu destino".

Há tempos, vemos uma onda de comentários e vídeos sobre liberdade, revolução, harmonia, amor, paz  e etc.. Grande parte desse movimento da “luta pela liberdade”, vem principalmente pelo grupos de lésbicas e homossexuais, exigindo para que o mundo seja mais liberal e menos “preconceituoso”.

O mais intrigante de se ver, é que tal liberdade, amor e revolução só se aplica a quem concordar com os termos exigidos, e que opiniões contrárias são como um crime contra a sociedade. Clipes e filmes que adicionam temas bíblicos (como o recente de Lady Gaga), colocam pessoas ligadas principalmente a fé cristã, como vilões ou pessoas ultrapassadas, mas principalmente, colocam a fé cristã e Deus como uma doença para a sociedade.

Em uma entrevista, ela fala sobre a essência do videoclipe:

Bem, o vídeo, em essência, sugere que o perdão e traição estão de mãos dadas, e que… Como eu digo isso? O vídeo coloca o destino sobre todas coisas e mostra que os enganos da sua vida não verdade não são enganos, eles são apenas parte do seu potencial global e do seu destino.

E qual é o conceito?

Bem, eu quero que o vídeo fale por si só, mas eu vou dizer o tema do vídeo e a maneira como eu queria esteticamente retratar a história como uma filme motociclístico de Fellini onde os apóstolos são revolucionários em uma Jerusalém dos dias de hoje.. Eu faço Maria Madalena levando-os para a cidade onde encontramos Jesus e o resto você verá. Mas isso significa mais celebrar a fé do que desafia-la.

Ela afirma:

Este álbum continua o mesmo tipo de fascínio com a cultura pop como religião. É apenas uma associação muito mais profunda e em uma profundidade muito maior com a cultura pop como religião. Em “The Fame” e “The Fame Monster” eu estava analisando a fama no contexto da forma que só eu podia entender como alguém que ainda não a tinha. Assim era mais a arte da fama e agora que eu tenho meus fãs e eu tenho entre aspas, The Fame, o álbum é mais sobre a cultura pop na forma de religião, vozes jovens e a geração como uma religião, e o pensamento secular da religião, que se deslocam para a frente como a religião. Então, voltando à sua pergunta anterior sobre Judas como uma referência religiosa, é menos de uma referência à religião institucionalizada e mais de uma referência cultural em relação à cultura pop como uma religião


capa

Em entrevista para a MTV norte-americana dias atrás, a diretora criativa do vídeo de "Judas", Laurieann Gibson, disse: "As pessoas que pensam que Lady Gaga irá cometer alguma blasfêmia ou está premeditando a abordagem do vídeo vão se surpreender com a grande mensagem". Mas não esperem uma reação tão amigável do presidente da Liga Católica para Direitos Civis e Religiosos.

A co-diretora ainda afirma:

"Eu sou cristã e minha carreira é a evidencia de Deus em minha vida. As pessoas que pensam que Lady Gaga irá cometer alguma blasfêmia ou está premeditando a abordagem do vídeo vão se surpreender com a grande mensagem. Vai realmente chocar o mundo", disse.

Em entrevista ao site MSN Canadá, Lady GaGa explicou: "Eu quero permitir que o vídeo fale por si mesmo mas eu direi que o tema de vídeo e a forma como eu queria esteticamente mostrar a história é como em um filme de motocicletas de Fellini, onde os apóstolos são revolucionários em uma Jerusalém moderna. E eu interpreto Maria Madalena levando-os à cidade onde encontramos Jesus e eu deixarei o resto para vocês verem. Mas o vídeo significa mais uma celebração à fé do que um desafio à ela."

Em quase todas as entrevistas e referências é abordado que o vídeo é uma “celebração a fé”, que terá uma “grande mensagem”, e sobre o ser humano conviver com seus erros e aceitá-los. De fato, a “grande mensagem”, não é mais do que dizer que uma pessoa que está em um erro, não sinta vontade de muda, e principalmente no fator espiritual, rejeitar buscar santidade e perdão com Deus por simplesmente orgulho de não ter força de vontade e fé para tal. O incentivo para o erro e o engano, é sem dúvida, colocado como uma coisa certa a se fazer.


Análise sobre a Música
Judas Capa

O segundo single de Lady GaGa é essencialmente um incentivo ao erro, mas principalmente que as coisas obscuras e malignas devem fazer parte da vida do ser humano, e não uma coisa que tenha que ser transformada e retirada. Como nos primeiros versos da canção:


Judas

Oh oh oh eu amo Judas
Judas
Oh oh oh eu amo Judas
Judas
Judas Judaas
Judas Judaas
Judas Judaas
Judas GaGa

Quando ele vem a mim, eu estou pronta
Eu lavaria seus pés com meu cabelo se ele quisesse
Perdoaria-o quando sua língua mentisse para seu cérebro

Mesmo depois de três vezes, ele me trai

A glorificação ao erro é mostrada sem medo:

Eu vou derrubá-lo,derrubá-lo
Um rei sem uma coroa, um rei sem coroa
Eu sou apenas uma tola sagrada,
oh querido ele é tão cruel
Mas eu ainda amo Judas, querido

Eu não poderia amar um homem tão puramente
Até mesmo as trevas perdoam-no por sua desonestidade
Eu aprendi que nosso amor é como um tijolo, você pode
construir uma casa ou enterrar um morto com ele

Note bem os versos a seguir, que o sentimento de procurar arrependimento é colocada como uma coisa tola, principalmente quando se faz referência ao tempo futuro:

No sentido mais bíblico,
eu estou ‘além’ do arrependimento
Prostituta, vagabunda, vadia – vomitam na cabeça dela

Mas no sentido cultural,
eu estou falando sobre um tempo futuro
Judas me beija se ficou ofendido
ou vista uma camisinha nos ouvidos da próxima vez

Eu quero te amar,
mas algo está me puxando para longe de ti
Jesus é minha virtude
mas Judas é o demônio ao qual eu me apego
Eu me apego



(Breve) Análise sobre o Vídeo
 
Judas Single

Celebração a fé? Grande mensagem? Talvez sequer os próprios fãs que restaram depois da blasfêmia de Alejandro (veja análise aqui, Parte 1, Parte 2 e Parte 3), chegaram a acreditar na suposta mensagem no videoclipe, Judas, vazado logo cedo (dia 5), sugerindo que iam passar algum tipo de celebração a fé.

Judas 8

Antes de ser lançado, muito se dizia que o videoclipe seria uma versão futurística de Jesus e seus discípulos, e de Jerusalém, mas o que é apresentado é realmente o contrário.

Para alguns fãs, é bom lembrar que precisa-se fazer uma diferença entre uma realidade futurística, e uma representação de uma gangue de amigos com símbolos de fúria, raiva e maldade (isso para não mencionar um sentido mais obscuro dos símbolos), mas principalmente, que Jesus e seus discípulos sequer procuravam diversão e desejos carnais, como é mostrado na “Jerusalém” do clipe.
Judas 1 Judas 2

Repare que na primeira imagem, onde se vê o personagem Judas, que é mencionado até como um demônio, uma pessoa mentirosa entre outras “qualidades” aprovadas por GaGa no clipe, vemos símbolos já muito normais hoje em dia, mas representando e passando o que foi dito logo acima. O mais interessante a notar, é que além de todos estarem igualmente vestidos a Judas, João, um discípulo de Jesus, também é mostrado algumas vezes.

Intencionalmente, essa é uma representação explicita de como esse grupo de pessoas não representam uma versão futurística de Jesus e seus discípulos. 

Nas imagens abaixo vemos como de costume, e normal para seus fãs, as simbologias ocultistas do “um olho”.Judas 4 Judas 5

Algumas simbologias meio estranhas, como de costume em clipes como os de Lady GaGa:
Judas 6 Judas 7 
Com o lançamento das duas versões (caso essa não seja oficial), em breve uma análise sobre os simbolismos apresentados em todo o clipe, serão melhor analisados nas partes seguintes.


Continua...


FONTE

0 comentários:

Postar um comentário

Comente, Questione, Critique, Aconselhe, Tire Dúvidas.

Mas difamações, ataques pessoais, trollagens, xingamentos, atitudes de intolerância, assim como comentários à serviço de militâncias políticas e religiosas não serão aceitos!

Fica reservado ao Blog Filhos de YHWH ou não, de comentários anônimos.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

468x60

energia a preço justo
Nelson Neto. Tecnologia do Blogger.
 
Filhos de Yhwh © 2012 | Designed by Nelson Neto