MAIS DE 200 CRISTÃOS MORRERAM EM ATAQUES EXTREMISTA NA NIGÉRIA

Um coordenador da organização Portas Abertas na Nigéria estima que o número de mortos no ataque a bomba, que aconteceu no fim de semana em Kano, Bauchi e Tafawa Balewa, possa subir para mais de 200 pessoas.
A atmosfera em todo o norte do país permanece tensa e com grande apreensão entre os cristãos. Eles dizem que agora estão enfrentando, diariamente, a milícia islâmica nigeriana Boko Haram.
Existem rumores de que novos ataques possam acontecer e isso traz mais medo para os cristãos que vivem no norte do país. Muitos estão migrando para as regiões sul da Nigéria, como acontece com a maioria das pessoas que vivem na cidade de Kano.
Para os cristãos, os extremistas possuem a simpatia entre alguns funcionários do governo e de tradicionais chefes de regiões. Alguns ainda afirmam que os membros do Boko Haram estão se infiltrando nas forças de segurança, uma vez que alguns dos agressores foram vistos com uniformes de polícia.
O coordenador da Portas Abertas na Nigéria disse que as atividades na cidade foram suspensas, mas que eles pensam em continuar com os seminários e com os projetos de emergência nas áreas rurais que cercam as cidades.
A organização Portas Abertas pede que os cristão de todo o mundo orem para que a situação no norte da Nigéria seja restaurada, que o governo consiga controlar essa situação tão delicada da melhor forma possível, e para que Deus proteja os cristãos e que eles possam permanecer firmes, apesar do medo e das incertezas.
Com informações Portas Abertas

0 comentários:

Postar um comentário

Comente, Questione, Critique, Aconselhe, Tire Dúvidas.

Mas difamações, ataques pessoais, trollagens, xingamentos, atitudes de intolerância, assim como comentários à serviço de militâncias políticas e religiosas não serão aceitos!

Fica reservado ao Blog Filhos de YHWH ou não, de comentários anônimos.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

468x60

energia a preço justo
Nelson Neto. Tecnologia do Blogger.
 
Filhos de Yhwh © 2012 | Designed by Nelson Neto