APOSTASIA


Apostasia
Embora um crente autêntico não perca a salvação, no entanto, pode se desviar do caminho da verdade. Havia na própria Igreja Primitiva, conforme os escritos dos apóstolos, um grande contingente de apóstatas, que eram pessoas que haviam abraçado nominalmente a fé cristã, e que por fim chegavam até mesmo a ocupar posições de liderança na igreja, ensinando um falso evangelho ou práticas pervertidas.

Estes casos de apostasia prática, sem se levar em conta condição destes apóstatas quanto a terem tido uma verdadeira experiência de conversão, pela justificação e regeneração do Espírito, levava os líderes da igreja a agirem para manterem a pureza doutrinária e de vida entre os verdadeiros crentes.

As exortações contra a apostasia, deveriam ser de tal natureza, que ficasse bem clara a condição em que se encontravam os apóstatas diante de Deus, sendo dignos de serem submetidos a um juízo terrível, de modo que ninguém se sentisse encorajado a apostatar da fé.

Eles não transitariam livremente com suas heresias e mau exemplo, valendo-se da longanimidade divina, que retarda Seu juízo sobre os inimigos da verdade, pensando que isto seria uma opção viável e segura, uma vez que se tivesse tido um primeiro contato com a fé evangélica.

O fato de Deus tolerar e suportar que o erro caminhe ao lado da verdade, que o joio cresça ao lado do trigo, não significa de modo algum que Ele seja indiferente ao erro. Era exatamente contra este perigo de se viver longe de Cristo, que o autor de Hebreus estava tencionando alertar aqueles crentes judeus que estavam colocando sua fé simplesmente na lei cerimonial de Moisés, buscando se aperfeiçoarem na carne, ou seja, segundo o velho homeme não na ação regeneradora e renovadora do Espírito Santo que opera no novo homem criado em justiça segundo Deus.
Para estimular os crentes à perseverança, Deus associou o conforto e certeza da salvação, a um caminhar fiel na Sua presença; de modo que não se pode ter isto, quando se caminha de um modo desordenado, que traz, grande desonra, não somente para aquele que assim caminha, como também para o próprio Deus e para a Igreja.

Não é porque Deus prometeu uma aliança eterna e segura, na qual tem usado de longanimidade e misericórdia, que temos liberdade consentida da parte dEle, para abusar de tal bondade. Tanta graça e tanto amor, ao contrário, deveriam nos constranger a uma completa fidelidade.

0 comentários:

Postar um comentário

Comente, Questione, Critique, Aconselhe, Tire Dúvidas.

Mas difamações, ataques pessoais, trollagens, xingamentos, atitudes de intolerância, assim como comentários à serviço de militâncias políticas e religiosas não serão aceitos!

Fica reservado ao Blog Filhos de YHWH ou não, de comentários anônimos.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

468x60

energia a preço justo
Nelson Neto. Tecnologia do Blogger.
 
Filhos de Yhwh © 2012 | Designed by Nelson Neto