MENTIRAS RELIGIOSAS


nao se deixe 03
COMO você se protegeria se soubesse que uma epidemia mortal está assolando a região onde mora? Com certeza fortaleceria seu sistema imunológico e ficaria longe de pessoas contaminadas. Devemos fazer o mesmo em sentido espiritual. As Escrituras nos dizem que o anticristo “já está no mundo”. (1 João 4:3) Se quisermos ficar livres de “contaminação”, precisamos identificar os “portadores da doença” e evitá-los. Ainda bem que a Bíblia nos dá muitas informações sobre esse assunto.
“Anticristo” significa “contra (ou em lugar de) Cristo”. Portanto, no sentido mais amplo, esse termo se refere a todos os que se opõem a Cristo ou falsamente afirmam ser o Cristo ou seus representantes. O próprio Jesus disse: “Quem não está do meu lado é contra mim [ou é anticristo], e quem comigo não ajunta, espalha.” — Lucas 11:23.
Obviamente, João escreveu sobre o anticristo mais de 60 anos depois de Jesus ter morrido e ter sido ressuscitado para viver no céu. Assim, para entendermos as atividades do anticristo, precisamos entender como essas afetam os seguidores leais de Jesus na Terra. — Mateus 25:40, 45.
O anticristo é anticristão?
Jesus avisou seus seguidores de que o mundo em geral os odiaria. Ele disse: “Então vos entregarão a tribulação e vos matarão, e sereis pessoas odiadas por todas as nações, por causa do meu nome. E surgirão muitos falsos profetas, e desencaminharão a muitos.” — Mateus 24:9, 11.
Visto que os discípulos de Jesus são perseguidos “por causa do nome [dEle]”, os perseguidores são claramente anticristos, ou contra Cristo. Os “falsos profetas”, alguns dos quais já foram cristãos, também estão nessa categoria. (2 João 7) Esses “muitos anticristos”, escreveu João, “saíram do nosso meio, mas não eram dos nossos; pois, se tivessem sido dos nossos, teriam permanecido conosco”. — 1 João 2:18, 19.
Tanto as palavras de Jesus como as de João mostram de forma clara que o anticristo não é só uma única pessoa, mas é composto de muitos anticristos individuais. Além disso, por serem falsos profetas, um dos seus principais objetivos é enganar por meio da religião. Quais são algumas de suas táticas?
Divulgam mentiras religiosas
O apóstolo Paulo alertou Timóteo, seu companheiro de trabalho, contra os ensinamentos de apóstatas, tais como Himeneu e Fileto, cujas ‘palavras se espalhariam como gangrena’. Paulo acrescentou: “Estes mesmos se desviaram da verdade, dizendo que a ressurreição já ocorreu; e estão subvertendo a fé que alguns têm.” (2 Timóteo 2:16-18) Pelo visto, Himeneu e Fileto ensinavam que a ressurreição era simbólica e que os cristãos já haviam sido ressuscitados em sentido espiritual. 

É verdade que, quando alguém se torna verdadeiro discípulo de Jesus, ele passa a viver do ponto de vista de Deus, algo que o próprio Paulo havia mencionado claramente. (Efésios 2:1-5) Mas o ensinamento de Himeneu e Fileto desconsiderava a promessa de Jesus de uma ressurreição literal dos mortos sob o governo do Reino de Deus. — João 5:28, 29.
Mais tarde, um grupo conhecido como gnósticos desenvolveu conceitos sobre uma ressurreição puramente simbólica. Acreditando que o conhecimento (gnó·sis, em grego) poderia ser obtido de forma mística, os gnósticos misturaram o cristianismo apóstata com a filosofia grega e o misticismo oriental. Por exemplo, eles acreditavam que toda matéria é má e, por esse motivo, Jesus não nasceu na carne, mas apenas parecia ter um corpo humano — crença chamada de docetismo. Como vimos, é exatamente contra isso que o apóstolo João havia alertado. — 1 João 4:2, 32 João 7.
Para aumentar ainda mais a confusão, muitos tradutores da Bíblia tiraram o nome de Deus, Jeová, de suas traduções, embora esse nome apareça mais de 7 mil vezes no texto original. Fica claro que tentar transformar o Todo-Poderoso não apenas num mistério, mas num mistério sem nome é um ato de crasso desrespeito pelo Criador e pela sua Palavra inspirada. (Revelação [Apocalipse] 22:18, 19) Além disso, substituir o nome divino por títulos tais como Senhor e Deus é uma violação da oração-modelo deixada por Jesus, que diz em parte: “Santificado [ou tornado santo] seja o teu nome.” — Mateus 6:9.
Os anticristos rejeitam o Reino de Deus
Os anticristos se tornaram especialmente ativos nos “últimos dias”, época em que vivemos hoje. (2 Timóteo 3:1) Um dos objetivos principais desses modernos impostores é enganar as pessoas com respeito ao papel de Jesus como Rei do Reino de Deus, um governo celestial que logo dominará a Terra inteira. — Daniel 7:13, 14; Revelação 11:15.
Por exemplo, alguns líderes religiosos pregam que o Reino de Deus é uma condição no coração das pessoas, conceito que não tem base nas Escrituras. (Daniel 2:44) Outros afirmam que Cristo atua por meio de instituições e governos humanos. No entanto, Jesus disse: “Meu reino não faz parte deste mundo.” (João 18:36) 

Na realidade, Satanás, e não Cristo, é “o governante do mundo” e “o deus deste sistema de coisas”. (João 14:302 Coríntios 4:4) Isso explica por que Cristo logo eliminará todos os governos humanos e se tornará o único Governante da Terra. (Salmo 2:2, 6-9Revelação 19:11-21) Por apoiarem os sistemas políticos do mundo, muitos líderes religiosos se opõem aos que proclamam a verdade sobre o Reino de Deus, e até mesmo os perseguem. 

É interessante que o livro bíblico de Revelação menciona uma meretriz simbólica — “Babilônia, a Grande” — que está “embriagada com o sangue dos santos e com o sangue das testemunhas de Jesus”. (Revelação 17:4-6) Ela também comete prostituição espiritual por apoiar os “reis” da Terra, ou governantes políticos, em troca de favores. Essa mulher simbólica só pode se referir às religiões falsas do mundo. Ela é uma das partes principais do anticristo. — Revelação 18:2, 3Tiago 4:4.
O anticristo ‘faz cócegas nos ouvidos’
Além de rejeitarem a verdade da Bíblia, muitos supostos cristãos abandonaram as normas bíblicas de conduta em favor da moralidade popular. A Palavra de Deus predisse que isso aconteceria, por dizer: “Haverá um período de tempo em que [as pessoas que professam servir a Deus] não suportarão o ensino salutar, porém, de acordo com os seus próprios desejos, acumularão para si instrutores para lhes fazerem cócegas nos ouvidos.” (2 Timóteo 4:3) 

Esses religiosos impostores são também descritos como “falsos apóstolos, trabalhadores fraudulentos, transformando-se em apóstolos de Cristo”. A Bíblia continua, dizendo: “O fim deles será segundo as suas obras.” — 2 Coríntios 11:13-15. Suas obras incluem a “conduta desenfreada”, que é um flagrante desrespeito pelos elevados princípios morais. (2 Pedro 2:1-3, 12-14) 

Não vemos um número cada vez maior de líderes religiosos e seus seguidores adotando — ou no mínimo tolerando — práticas não-cristãs como o homossexualismo e o sexo fora do casamento? Tire um tempo para comparar esses conceitos e estilos de vida amplamente aceitos com o que a Bíblia diz em Levítico 18:22; Romanos 1:26, 27; 1 Coríntios 6:9, 10; Hebreus 13:4 e Judas 7.
‘Provemos as expressões inspiradas’
Em vista do que vimos, devemos acatar as palavras do apóstolo João de não termos uma atitude indiferente para com nossas crenças religiosas ou de presumir que elas sejam certas. Ele alerta: Amados, não creiais a todo o espírito "expressão inspirada", mas provai se os espíritos "expressão inspirada" são de Deus, porque já muitos falsos profetas se têm levantado no mundo. 1 João 4:1
Considere o bom exemplo de certas pessoas de ‘mentalidade nobre’ que viviam na cidade de Beréia no primeiro século. Elas “recebiam a palavra com o maior anelo mental, examinando cuidadosamente as Escrituras, cada dia, quanto a se estas coisas [faladas por Paulo e Silas] eram assim”. (Atos 17:10, 11) Embora estivessem ansiosos para aprender, os bereanos procuraram ter certeza de que o que ouviram e aceitaram tinha base sólida nas Escrituras.
Da mesma forma hoje, os verdadeiros cristãos não são influenciados pelas marés da opinião popular, mas se apegam firmemente à verdade bíblica. O apóstolo Paulo escreveu: “Isto é o que continuo a orar: que o vosso amor abunde ainda mais e mais com conhecimento exato e pleno discernimento.” — Filipenses 1:9.
Se você ainda não fez isso, tenha por alvo adquirir “conhecimento exato e pleno discernimento”, aprendendo o que a Bíblia realmente ensina. Os que imitam os bereanos não são enganados pelas “palavras simuladas” dos anticristos. (2 Pedro 2:3) Ao contrário, são libertados pela verdade espiritual do verdadeiro Cristo e de seus seguidores genuínos. — João 8:32, 36.
Assim como os bereanos, devemos ‘examinar as Escrituras diariamente’
O QUE A BÍBLIA DIZ SOBRE O ANTICRISTO
Filhinhos, é já a última hora; e, como ouvistes que vem o anticristo, também agora muitos se têm feito anticristos, por onde conhecemos que é já a última hora.  1 João 2:18
“Quem é o mentiroso, senão aquele que nega que Jesus é o Cristo? Este é o anticristo, aquele que nega o Pai e o Filho.” — 1 João 2:22.
E todo o espírito que não confessa que Jesus Cristo veio em carne não é de Deus; mas este é o espírito do anticristo, do qual já ouvistes que há de vir, e eis que já está no mundo. 1 João 4:3.
Porque já muitos enganadores entraram no mundo, os quais não confessam que Jesus Cristo veio em carne. Este tal é o enganador e o anticristo. 2 João 1:7

0 comentários:

Postar um comentário

Comente, Questione, Critique, Aconselhe, Tire Dúvidas.

Mas difamações, ataques pessoais, trollagens, xingamentos, atitudes de intolerância, assim como comentários à serviço de militâncias políticas e religiosas não serão aceitos!

Fica reservado ao Blog Filhos de YHWH ou não, de comentários anônimos.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

468x60

energia a preço justo
Nelson Neto. Tecnologia do Blogger.
 
Filhos de Yhwh © 2012 | Designed by Nelson Neto