• Mas o que são os Zumbis nos conceitos da atualidade?...LEIA MAIS>>

  • "A independência brasileira foi um processo histórico, ela não começou com o grito no Ipiranga....LEIA MAIS>>"

  • "Um dos principais temas do evangelho, ou seja, da Bíblia sagrada é à volta do Senhor Jesus...LEIA MAIS>>"

  • OBAMA APROVA LEI QUE DETERMINA IMPLANTAÇÃO DE CHIPS EM HUMANOS. ENTRARÁ EM VIGOR 23/03/2013 ,...LEIA MAIS>>

  • "Ainda que possa ser lida como uma lenda Arturiana, esta história não é nenhuma fantasia....LEIA MAIS>>"

  • "A Indústria da Música está no controle de homens poderosos, que venderam sua alma por dinheiro e sucesso...LEIA MAIS>>"

O PODER DA FÉ

PR. JORGE VALLE

A Cegueira Espiritual

SEGUNDA CORÍNTIOS, CAPÍTULO QUATRO E O VERSÍCULO QUATRO, onde diz o seguinte a Palavra de Deus: Nos quais o deus deste século cegou o entendimento dos incrédulos, para que não lhes resplandeça a luz do evangelho da glória de Cristo, que é a imagem de Deus. O tema da nossa mensagem é A Cegueira Espiritual. Prezados irmãos, amigos ouvintes da Palavra de Deus. Muitas vezes pregadores estão pregando grandes sermões para grandes multidões, milhares de pessoas têm ouvido o Evangelho de nosso Senhor Jesus Cristo. Alguns abrem o coração e aceitam Jesus. Mas outras centenas de milhares permanecem em densas trevas, mergulhadas no pecado. E muitas vezes ficamos perguntando e nos aborrecemos, no bom sentido, por que numa casa cinco pessoas aceitaram Jesus, mas há um ali que tem um coração endurecido e não quer saber de aceitar ao Senhor, continua na prática do pecado, continua relutante, não vai à igreja, ainda zomba de quem é crente; ainda mais, essa pessoa lamenta porque vive no meio de uma família de pessoas que não saem da igreja. E por outro lado nós ficamos olhando, o que será que acontece com esse irmão, com esse filho, que mora num lar evangélico e não quer aceitar a Jesus como seu salvador? Eu vi nesses dias o relato feito por um servo de Deus na outra América, quando ele declarava que orou pelo irmão dele durante quinze anos, orou quinze anos pela sua conversão, e aquele seu irmão não queria saber de Jesus. Não queria de forma nenhuma, fechava o ouvido, saía de perto; mas aquele irmão continuava insistindo. Até que chegou o dia em que ele abriu Segunda Coríntios capítulo quatro e versículo quatro, e aqui está escrito que “o deus deste século cegou o entendimento dos incrédulos”. Ele cegou o entendimento das pessoas. Quem é o deus deste século? Não é outro senão Satanás, este que é o príncipe das trevas, que opera nos filhos da desobediência. O Apóstolo São Paulo afirma que é ele quem cega as pessoas, que coloca esta venda nos olhos dos homens e mulheres; as pessoas sabem que lá no fundo, no fundo, existe Deus; elas sabem quem é Jesus, mas o seu entendimento está entenebrecido. Há uma venda que não as permite verem quem é Jesus, justamente porque o deus deste século cegou o entendimento. Você tenta esclarecer, você tenta explicar, mas elas não entendem. Justamente porque o deus deste século cegou o entendimento das pessoas. E este nosso amado irmão, quando descobriu esta verdade, em lugar de orar pela conversão do irmão dele, o que foi que ele fez? Ora, a Bíblia nos diz que maior é Aquele que está em nós do que aquele que está lá fora [ ]; quando a Bíblia diz que Deus nos deu poder para pisar escorpiões, serpentes, Ele deu-nos poder para expulsar os demônios, este poder divino [ ] está sobre a sua vida, está sobre a vida de todas as pessoas que já têm Jesus como seu Salvador pessoal. Então este poder estava na vida daquele irmão, e qual foi a sua oração agora? Como nós temos autoridade, na esfera espiritual, ele, em lugar de dizer, “Jesus, salva o meu irmão”, ele foi na esfera que estava provocando aquela cegueira e disse: “Satanás, eu lhe ordeno, neste momento, tira essa venda que você colocou nos olhos do meu irmão; eu determino em nome de Jesus, que você tire essa venda que está nos olhos desta pessoa!” E naquela semana aquele irmão teve a felicidade de ver aquele seu irmão na carne aceitar Jesus como seu Salvador, justamente porque caiu a venda, que o impedia de ver a glória do Evangelho, de ver a luz resplandecente do Evangelho; e quando cai por terra, a pessoa pode ver perfeitamente, através do Evangelho, quem é Jesus Cristo, quem é o Salvador do mundo, e ela simplesmente cai prostrada aos Seus pés, porque sabe agora que para um grande pecador existe um grande Salvador! E diz aqui o trecho bíblico que o deus deste século cegou o entendimento dos incrédulos, para que? Para que não lhes resplandeça a luz do Evangelho, da glória de Cristo, que é a imagem de Deus. Assim como pode cair a venda hoje mesmo deste seu parente, deste seu filho, deste seu marido ou sua esposa, desta pessoa que está dentro de sua casa. Você, indo na esfera que está provocando a cegueira dela, você pode, na autoridade do nome de Jesus Cristo, determinar que Satanás tire essa venda que impede esta pessoa de ver, e ele vai ter de obedecer.

Mas eu quero dizer para você uma coisa. Que satanás também provoca a cegueira na vida do próprio crente. Nós encontramos o salmista Davi dizendo, numa oração que ele fez no passado, desvenda os meus olhos para que eu contemple as maravilhas da tua lei [ ]. Desvenda os meus olhos. Quem é que está fazendo este pedido? O próprio salmista. O homem segundo o coração de Deus. O que é que ele queria? Compreender a Escritura. E o que é que ele estava pedindo? Para que Deus desvendasse os olhos dele. Você, neste momento, que me ouve, você talvez seja daquelas pessoas que digam assim: “Eu gostaria de entender as Escrituras, eu gostaria de entender a Bíblia Sagrada, eu gostaria de saber o que Deus tem através da Bíblia, mas não entendo”. Faça essa oração do salmista neste momento, quando ele pediu para Deus, desvenda os meus olhos, para que eu contemple as maravilhas da tua lei”. Deus pode neste momento abrir o seu entendimento, abrir neste momento a sua compreensão, de modo que, ao ler a Escritura Sagrada, você ouça Deus falar diretamente com você. Este pedido, esta oração pode ser feita agora mesmo, tanto no sentido de Deus tirar a venda que está nos olhos dessa pessoa que não conhece Jesus, como você mesmo, que não entende a Escritura, você pode passar a entender nesta hora. E é justamente o nosso pedido a Deus neste instante. Que as vendas que têm impedido de você compreender quem é Deus, de compreender a Bíblia, que elas caiam agora mesmo, no nome de nosso Senhor e Salvador Jesus Cristo, para que você tenha mais amor pela Bíblia, para que você compreenda melhor a Escritura, para que você possa ser edificado de uma maneira toda gloriosa ao ler a sua Bíblia. Que Deus, Ele o abençoe cada vez mais, e que os olhos do seu entendimento sejam iluminados, assim como foi no salmista, e você veja a glória de Deus. Amém e amém.

A Luz do Mundo

MATEUS, CAPÍTULO CINCO, VERSÍCULO CATORZE: Vós sois a luz do mundo. Não se pode esconder a cidade edificada sobre um monte. O tema da nossa mensagem nesse momento é A Luz do Mundo. Quando Jesus esteve aqui na terra, Ele disse: Eu sou a luz do mundo [ ]. Impressionante quando nós começamos a analisar o que significa a luz, para nós. A luz é tão preciosa que Deus, quando foi fazer o mundo, a primeira coisa que Ele declarou, foi: Haja luz [ ]. Acendeu a luz para trabalhar. E a luz é coisa tão sublime que sem ela nós ficamos impossibilitados de ver as coisas, ficamos tateando, debatendo, procurando, porque se não há luz, nós não temos como enxergar num lugar de trevas. E nós encontramos aqui a Bíblia dizendo vós sois a luz do mundo. As trevas espirituais que tomavam conta deste mundo antes de Jesus Cristo vir à terra, eram realmente coisa terrível. Porque Satanás havia conseguido mergulhar a raça humana num oceano de trevas espirituais. Ver uma planta, não tinha problema. Mas poder ver Deus, conhecer Deus, saber quem é Deus, o que é a Eternidade, o que é que está no mundo espiritual, o que é a Bíblia Sagrada, o que significam essas coisas; para o homem estava totalmente obscuro, nem mesmo saber para onde ele ia, ele sabia. Caminhando em trevas, caindo no abismo, e só depois que estava no abismo é que ele iria saber onde estava. Até que Jesus Cristo veio ao mundo, e diz a Bíblia que o povo que andava em trevas viu grande luz, e aos que viviam na região da sombra da morte, resplandeceu-lhes a luz [ ]. Quando pela primeira vez o facho de luz brilhou, naquela promessa, e teve sua concretização na manjedoura de Belém, até chegar o dia em que Jesus Cristo ressuscitou dentre os mortos, e disse: Ide por todo o mundo, e pregai o Evangelho a toda a criatura [ ]. É porque o botão da luz havia sido acionado, e agora o homem poderia enxergar. Mas a humanidade ainda estava em trevas. E o primeiro botão de luz, em Jesus, foi acendido. E depois, no Cenáculo, cento e vinte pessoas, quando receberam o Espírito Santo em suas vidas, puderam naquele momento ver as coisas no sentido espiritual. E o que estava no domínio das trevas o homem pode verificar agora: o que significa a salvação, o que é o Evangelho, ou as boas novas, o que significa ter Jesus como seu Salvador pessoal. E é justamente através daquelas pessoas que Jesus foi dizendo: “vós sois a luz do mundo”. Estamos vivendo no meio de um mundo que está em trevas espirituais. O pecado toma conta, do mais alto escalão da nossa sociedade, ao mais humilde operário. Ninguém conhece, ninguém teme, ninguém sabe quem é Deus. Pessoas que estão tateando no escuro, na religião, em tudo aquilo que acham que pode ser um meio de escape para ver alguma coisa; e a grande massa caminha em procissões através do espiritismo, da macumba, da magia negra, da religião, através de tudo aquilo que é misticismo. Qualquer coisa que eles julgam que por ali é um caminho, eles correm para lá; mas não tem saída, é um beco sem saída. E a Bíblia Sagrada, ela se abre neste momento para você, que está me ouvindo, você que já encontrou Jesus, já O tem como seu Salvador pessoal, e diz, vós sois a luz do mundo. Que coisa maravilhosa, que sublime revelação é esta: no meio de um mundo de trevas, a Bíblia diz, vós sois a luz do mundo.

Você que está me ouvindo neste momento, que tem Jesus como seu Salvador pessoal, você que já nasceu de novo, você, em quem a luz divina já brilhou na sua vida, a Bíblia diz, você agora é a luz do mundo. Por onde você passa, onde você se encontra, a sua luz pode brilhar na mais densa treva. A sua luz pode brilhar aí mesmo, na sua vizinhança, na escola onde você estuda, na repartição pública onde você trabalha, a sua luz pode brilhar no meio da rua, no comércio, na empresa, nos negócios, onde você estiver. De tal forma que as pessoas possam olhar para você e ver alguém diferente, ou algo de que se possam admirar, e então seguir os seus passos. O Apóstolo São Paulo disse em certa ocasião, sede meus imitadores, como também eu sou de Cristo [ ]. Que você também tenha capacidade e condição de dizer isso para o seu vizinho, seu amigo, seu colega: sejam meus imitadores, como eu sou de Cristo. Por que? Por que muitos de nós não temos coragem para dizer esta palavra? O homem só não pode dizer isto, irmão, quando está vivendo em pecado e a sua luz está apagada. Quando a sua luz é trevas. Mas se você está certo com Jesus Cristo, se você é fiel a Ele, se você segue os passos do Senhor, se você caminha na luz, não tenha medo de dizer para ninguém, “seja meu imitador, como eu sou de Cristo”. Quando eu digo sede meus imitadores, é porque o padrão de vida que eu levo, a trilha em que eu caminho, o comportamento que eu tenho, a linguagem de que me utilizo, eu posso dizer para qualquer pessoa, “seja meu imitador”. Porque na minha linguagem não há mentira, não existe suborno, nem engano, meus passos não seguem para as trevas e meus pés caminham simplesmente para anunciar as boas novas. Se você tem esse padrão de vida, não tenha medo do diabo e diga, para quem quer que seja, “seja meu imitador”. “Meu irmão, seja meu imitador, porque eu sou imitador do Senhor Jesus.” É justamente isso que nós precisamos saber, que nós precisamos conhecer. Qual é a nossa posição neste mundo. O mundo que está em trevas, o mundo jaz no maligno, mas ainda existem pessoas que estão brilhando e que são, na realidade, a luz do mundo. Brilhando. Se você é esta luz, prossiga, caminhe, sem receio, sem medo, para que as pessoas possam ver o seu padrão de comportamento, de atitude, de luz que brilha no meio de trevas tão terríveis como essas que nós vivemos. Quantas e quantas pessoas deixaram de praticar o mal porque você estava presente; eles estavam nas trevas, mas quando você chegou, brilhou a luz, e as trevas têm de partir em retirada. Que a sua luz continue brilhando, irmão, no seu lar, na sua casa, como pai, como mãe ou como filho, continue você uma luz do mundo. Que Deus o abençoe, hoje e sempre, amém.

O Deus Que Se Revela

MATEUS, CAPÍTULO SEIS, VERSÍCULO NOVE, DECLARA O SEGUINTE: Portanto, vós orareis assim: Pai nosso que estás nos céus, santificado seja o teu nome. Os discípulos, certa ocasião, pediram a Jesus que os ensinasse a orar. E o que nós lemos aqui em Mateus, capítulo seis, não é a oração de Jesus. Se quisermos saber como Jesus ora, ou como Ele orava, nós temos que ir a João, capítulo dezessete. Ali está a Oração Sacerdotal de Jesus. Mas aqui no capítulo seis de Mateus Ele está ensinando os seus discípulos a orar. E quando Jesus os ensina, Ele começa justamente mostrando para quem deve ser canalizada a oração. Então diz Ele aqui: “vós orareis assim: Pai nosso”. Eis o destinatário da nossa oração. Mas nós também encontramos aqui uma das mais preciosas revelações, e por que não dizer, a revelação mais sublime de quem é Deus. Todo o Antigo Testamento nada mais, nada menos é, do que Deus tentando Se revelar para uma humanidade pecaminosa, que não conhecia o Deus verdadeiro. Os homens na sua idolatria estavam acostumados a adorar um pedaço de pau, de pedra, a natureza; e para Deus revelar-Se como tal, isto é, único e verdadeiro, no meio dessa miscelânea toda, Ele teve de fazer isto paulatinamente. No Livro de Êxodo, capítulo seis, versículo primeiro, nós encontramos a seguinte expressão: Então disse o SENHOR a Moisés: Agora verás o que hei de fazer a Faraó, pois por mão poderosa os deixará ir, e por mão poderosa os lançará da sua terra. Falou mais Deus a Moisés e disse: Eu sou o SENHOR. Apareci a Abraão, a Isaque e a Jacó como o Deus Todo-Poderoso, mas pelo meu nome, O SENHOR, não lhes fui conhecido. Verifique que sublime revelação esta que Moisés está recebendo nesse momento. Quando Deus chega e diz: “Eu apareci a Abraão, Isaque e Jacó como Deus Todo-Poderoso; eles me conheceram como aquele Deus que criou os céus e a terra, o Deus sustentador de todas as coisas, eles me conheceram, simplesmente, como o Deus Todo-Poderoso”. Mas irmãos queridos, este Deus Todo-Poderoso que Abraão, Isaque e Jacó conheceram, dá-nos a entender a Sua grandeza e também o Seu distanciamento do ser humano. É por isso que Moisés está tendo uma revelação nova neste momento, quando Deus disse: “Moisés, Eu apareci a Abraão, Isaque e Jacó como o Deus Todo-Poderoso; mas pelo meu nome, o Senhor, eu não fui conhecido deles. Esta revelação Eu estou te dando agora.” E que revelação era esta? “Que pelo meu nome, o Senhor, Eu não fui conhecido deles.” Deus estava dizendo para Moisés: “Moisés, independentemente de Eu ser o Deus Todo-Poderoso, Eu também sou o Senhor de todas as coisas, Eu sou o Senhor de todos os seres, Eu sou o Senhor de todas as criaturas, Eu sou o Senhor de todos os homens, Eu não apenas sou o Senhor da tua vida, mas Eu também sou o Senhor de Faraó. Fui Eu quem colocou Faraó na frente do Egito, sou Eu quem coloco os presidentes das repúblicas do mundo, sou Eu quem coloco os monarcas da terra no seu devido lugar, sou Eu quem levanto os príncipes entre as nações, Eu sou o Senhor de todos os homens, de todos os seres, de todas as pessoas que estão em função de eminência, e aqueles que estão na liderança, e aqueles que são liderados.” Amados irmãos, esta revelação que Deus faz a Moisés neste momento já trouxe praticamente Deus mais perto do ser humano. Não é mais somente aquele Deus grandioso, mas é aquele Deus que também é Senhor, Aquele que está na frente, Aquele que coloca governos e tira governos, aquele que está controlando todas as coisas.

Mas como o Senhor, Deus ainda ficava um pouco distante. Então Ele foi aumentando a Sua revelação ao homem como, por exemplo, no momento em que Moisés saiu para aquela batalha em Refidim [ ]. Quando levantava o cajado, Josué prevalecia na batalha, lá em baixo, contra os amalequitas; mas quando se cansava e baixava os braços, o inimigo recuperava espaço. Naquele instante Arão e Hur perceberam isso e sustentaram as suas mãos, mantendo erguido o cajado, o que trouxe aquela grande vitória para Israel. Quando terminou, Deus disse para Moisés que Ele era a sua bandeira, e recebeu o nome de Jeová-Nissi, o Senhor é nossa bandeira.

Depois de uns momentos de dificuldades o Senhor Se revela para eles como Jeová-Rafá, que é justamente o Senhor que sara [ ]. Revela-Se depois como Jeová-Shalom, o Deus da paz [ ]. Ele vai Se revelando aos poucos, para que o homem vá conhecendo quem é Deus. Até que chega o momento em que Ele estava para entrar no mundo, e é anunciado que Ele Se chamaria Emanuel [ ]. O que quer dizer Emanuel? Emanuel quer dizer Deus conosco. Veja só: aquele Deus grandioso, poderoso, aquele Deus que apareceu para Abraão, Isaque e Jacó, depois se apresenta para Moisés como Senhor de todas as coisas; depois se revela ainda como o Senhor que é a nossa bandeira, Jeová-Nissi, Jeová-Shalom, Jeová-Rafá, e Ele vem Se aproximando, até que chega o momento quando Ele diz que o Seu nome será Emanuel, que quer dizer Deus conosco. Mas mesmo Deus conosco dá a idéia assim de distância, ainda está longe; então chega Jesus Cristo e nos fornece a mais sublime revelação de quem é Deus, quando Ele diz, naquele momento, na oração que está ensinando aos discípulos, “orareis assim: Pai nosso!” Aquele Deus grandioso agora está transformado em Pai. E qual é a figura do Pai? O Pai é esta figura sublime que está dentro de casa, o Pai é esta figura amorosa e conselheira, o Pai é esta pessoa que você não precisa marcar entrevista para falar com Ele. É assim que Deus Se revela neste momento, quando Jesus diz para você orar “Pai nosso!” Você fala com o seu pai na sua sala de casa, você fala com seu pai na sua cozinha, você fala com seu pai na sua sala, você fala com seu pai em seu quarto, em qualquer lugar que ele esteja, você não precisa marcar audiência. É assim que Deus chega até nós e Se revela para você e para mim. E você pode chegar-se agora a Ele e dizer, “Pai, Pai!” Deus é este Pai que está atento às nossas necessidades, é Ele que conhece o que você precisa, é Ele que está estendendo a mão neste momento, para que você compreenda que Ele é este Pai Celestial que está ao nosso alcance. Portanto, tenha-O como Seu Pai, em nome de Jesus. Amém e amém.

O Poder da Fé

JUIZES, CAPÍTULO SEIS, VERSÍCULO DOZE EM DIANTE. Então o Anjo do SENHOR lhe apareceu e lhe disse: O SENHOR é contigo, homem valoroso. Mas Gideão lhe respondeu: Ai, senhor meu, se o SENHOR é conosco, por que tudo isso nos sobreveio? E o que é feito de todas as suas maravilhas que os nossos pais nos contaram, dizendo: Não nos fez o SENHOR subir do Egito? Porém, agora, o SENHOR nos desamparou e nos deu nas mãos dos midianitas. Então o SENHOR olhou para ele e disse: Vai nessa tua força, e livra a Israel das mãos dos midianitas; porventura não te enviei eu? O tema de nossa mensagem é O Poder da Fé. Nós observamos aqui, no Livro de Juizes, esse momento trágico na vida do povo de Deus. Povo eleito, povo escolhido mas, como diz o capítulo seis, versículo primeiro, eles fizeram o que era mau aos olhos do Senhor. E por isso o Senhor permitiu que o adversário viesse sobre eles de uma maneira trágica. Durante sete anos, diz a Bíblia, Israel semeava, plantava, e o adversário vinha e colhia. Eles criavam, o adversário vinha e levava. Sete anos de fome, sete anos de miséria. Sete anos de pobreza, sete anos de pavor e medo. Até que eles clamaram ao Senhor. E Deus respondeu, enviando o Seu anjo. A Bíblia diz que o anjo foi e se colocou debaixo do carvalho que estava em Orfa. Como se estivesse procurando por alguém na cidade, mas não encontrou ninguém. Não encontrava ninguém. Por que não encontrou? Porque todos estavam escondidos, com medo do adversário. Mas de repente este personagem olhou para o lagar e viu ali um homem malhando o trigo. E, se aproximando, dirigiu-se para Gideão e disse: O SENHOR é contigo, homem valente! Homem valente. Eu não sei qual foi a ação de Gideão nesse momento, por um anjo chegar e dizer para ele, homem valente! Valente, como? Valente, por que? A valentia de Gideão consistia em ser ele o único, ou a única pessoa a estar fora da caverna, fora dos penhascos, fora do esconderijo, foi o único que teve a ousadia de sair dali e de malhar trigo, para ver se salvava a sua família. É justamente aí que estava a valentia deste homem, por desafiar o inimigo, o adversário. Mas o que nos chama a atenção nesta hora é que Gideão se volta para ele e diz, simplesmente: Se o SENHOR é conosco, por que nos sobreveio tudo isto? E que é feito de todas as Suas maravilhas, que nossos pais nos contaram, dizendo: Não nos fez o SENHOR subir do Egito? Porém agora o SENHOR nos desamparou, e nos deu nas mãos dos midianitas. Então o SENHOR olhou para ele e disse, vai nessa tua força, e livra Israel das mãos dos midianitas! Irmão, amigo, qual foi, mais uma vez, a reação de Gideão nesse momento? Quando ouve o anjo dizer vai nessa tua força, sete anos sem comer direito, sete anos com medo, e de repente chega alguém e diz, “vai nessa tua força e livrarás a Israel!” Com o que? Com o povo medroso? Um povo que estava escondido? De que maneira? Mas o anjo disse, vai nessa tua força. Aí nós ficamos a perguntar: que força? Que força foi que o anjo viu em Gideão? Onde é que estava a força deste homem franzino que, diz ele, era o menor da sua casa, a sua família a menor em Israel? Não tinha nenhuma função de liderança; aonde é que estava a força deste homem? Quando observamos o diálogo de Gideão com o anjo, nós ficamos descobrindo onde estava a sua força. Quando ele diz: Se o SENHOR é conosco, por que nos sobreveio tudo isto? E o que é feito de todas as Suas maravilhas que os nossos pais nos contaram, dizendo: Não nos fez o SENHOR subir do Egito? Porém agora o SENHOR nos desamparou e nos deu nas mãos dos midianitas. É justamente aqui, meu querido irmão, que se encontra a força de Gideão. Em não aceitar uma condição daquela que ele estava vivendo naquele momento. “Se o Senhor é conosco, eu não aceito isso! Se Deus, o Deus grandioso, Criador dos céus e da terra, se Ele está do nosso lado, por que estamos numa vida tão tremenda e tão tenebrosa como esta? Se o Senhor está conosco, por que o meu povo está ali recluído nas covas, nas cavernas, nos penhascos das montanhas? Eu não aceito isso, Anjo do Senhor, não aceito esta situação; se Deus é conosco, nós não podemos viver nesta situação. Nós não podemos estar nessas condições, em que o nosso povo vive neste exato momento; se o Senhor é conosco eu não aceito derrota, não aceito miséria!”

Amado irmão e amigo ouvinte, você serve a um Deus poderoso, o Deus que criou os céus e a terra, e é bem possível que neste momento você esteja passando por uma situação igual a que Gideão enfrentava. É possível que você esteja nesse momento vivendo o drama que Gideão vivia naquela hora; mas onde está a sua vitória? Foi justamente no momento em que ele disse: “Se o Senhor é conosco, eu não aceito uma situação desta. Eu não concordo com isso.” Pois é justamente o que você deve fazer nesta hora. Se você serve a um Deus vivo e poderoso, se você serve a um Deus grandioso, se você serve ao Senhor que criou os céus e a terra, não aceite esta situação, porque você tem pregado um Deus de poder, um Deus de vitória, um Deus grandioso, um Deus Criador e Sustentador de todas as coisas, e por que você vive nesta situação? Rebele-se nesse momento contra essa situação, não aceite a miséria bater na sua porta, porque você tem um Deus que pode todas as coisas; você tem um Deus que é Sustentador e Preservador, você tem um Deus que é Supridor de tudo, você pertence a um Deus que faz chover codornizes no arraial onde não existe nada, um Deus que manda o maná e que faz brotar a água da rocha, você pertence a um Deus que criou os céus e a terra, e por que vivermos nessa situação agora? Gideão disse: Se o SENHOR é conosco, por que nos sobreveio tudo isso? Como disse ele, eu não aceito; se servimos a um Deus que fez todas as coisas, por que vivemos nessa miséria? Não concordo com isso, não aceito isso. Irmãos queridos, é o que nós precisamos neste momento. A miséria bate à sua porta, a situação de enfermidade toma conta do seu lar, você tem um Deus que pode Se levantar a seu favor, e dizer neste momento para a enfermidade que saia da sua vida, do seu lar, que a miséria vá bater noutro lugar, não na sua casa; e na autoridade do nome do Senhor, você pode sair da caverna hoje mesmo, porque a vitória vem pelo nome de nosso Senhor e Salvador Jesus Cristo. Se Ele está presente na sua vida, a vitória é nossa, no poder do sangue de Jesus. Que Deus continue abençoando a sua vida hoje e para sempre. Amém e amém.

O Poder do Pecado

JUÍZES, CAPÍTULO SEIS, VERSÍCULO PRIMEIRO: Porém os filhos de Israel fizeram o que era mau aos olhos do Senhor, e o Senhor os deu nas mãos dos midianitas por sete anos. O tema da nossa mensagem é O Poder do Pecado. A Bíblia Sagrada mostra aqui neste trecho qual a causa que levou os filhos de Israel a passar sete anos numa situação crítica, difícil, escondendo-se nas cavernas, nos penhascos dos montes. O povo de Deus, coagido pelo adversário, com medo do inimigo, se escondia; o que é incrível é que a Bíblia afirma que este povo era o povo de Deus. E então pensamos em quem é Deus, o Deus que nós pregamos, o Deus grandioso, o Deus poderoso, Deus sublime, Criador de todas as coisas. De repente o povo desse Deus encontra-se coagido, com medo, numa situação deplorável: plantavam, o adversário comia; criavam, o adversário vinha e levava; e durante sete anos isto se repetiu. Eu não sei quantas pessoas que estão me ouvindo neste exato momento podem dizer que a sua situação não é tão diferente daquela do povo de Deus nessa época de Juízes. É possível que você olhe neste momento e as portas estejam fechadas, doença por todos os lados, nenhuma perspectiva de futuro, o que ganha simplesmente mal dá às vezes para pagar a farmácia; você luta e não consegue nada. Aqui diz a Bíblia Sagrada que a conseqüência da situação do povo de Israel nessa época era justamente porque haviam feito o que era mau aos olhos do Senhor. As ações pecaminosas do seu povo fizeram com que esse povo se enfraquecesse. O pecado anula o poder de Deus na vida do homem, da família, da sociedade. O Profeta Isaías diz que “os vossos pecados fazem separação entre vós e o vosso Deus” [ ]. É justamente quando nós colocamos esta barreira que impedimos Deus de agir em nosso favor. Ele quer vir ao nosso encontro, quer trabalhar por nós, mas não há como. Há uma barreira. E a solução qual é? Fazer covas nos penhascos, esconder-se nas montanhas, porque lá vem o devorador, o adversário, o inimigo, o destruidor, e nós encontramos hoje centenas e centenas de pessoas, pessoas de bom coração, que já aceitaram Jesus como seu Salvador pessoal, mas elas mesmas muitas vezes se perguntam, “por que tantos problemas, tantas dificuldades na minha vida?” E você tenta se justificar, ou tenta simplesmente buscar uma razão para isso, por que tanta miséria, tanto problema, tanta dificuldade. Eu não estou lhe dizendo que aquilo que você está passando é pura e simplesmente a conseqüência do pecado, como não era pecado a causa do que acontecia na vida do patriarca Jó. Como não era pecado aquele espinho na carne do Apóstolo São Paulo que o esbofeteava; como não é pecado na vida de muitos servos fiéis de Deus. Mas grande parte dos problemas que afligem hoje pessoas que estão na igreja decorrem justamente de questões pecaminosas. Se começarmos a olhar para dentro da nossa casa, como é que está sendo a nossa linguagem, o nosso comportamento, qual tem sido a atitude deste marido para com esta esposa –- existem muitas pessoas que assistem a um filme pornográfico, poluem a sua mente com coisas indevidas, começam a apreciar a prostituição numa fita que ainda por cima vão alocar, para assistir coisas que não prestam. E depois, envolvido pela sua carnalidade, vai querer praticar com a esposa aquilo que viu no filme. Essa pessoa quer depois a bênção de Deus? Não, tem de se esconder na caverna, nos penhascos dos montes. Porque o inimigo vem aí com toda a fúria; e quando vem, vem para tirar tudo, vem para arrebatar tudo aquilo que você possui. Como é que está sendo a nossa linguagem, como é que está sendo o nosso sistema dentro do nosso lar? O nosso lar tem sido o altar onde o nome de Jesus está sendo glorificado? Ou será que este pai que vai à igreja quando chega em casa, sua linguagem é uma linguagem mundana, pesada, insultuosa? Como chegar ao ponto daquela criança que estava certa vez na igreja, junto com a sua mãe; naquele momento a criança olhou para a mãe e disse: “Mãe, vamos nos mudar aqui para a igreja?” A mãe respondeu: “Mas por que, filho?” –- “Não, porque o papai quando está aqui no púlpito, ele é tão bonzinho; mas quando chega lá em casa, é uma situação tão difícil para nós! O clima é pesado!” Há pessoas que pregam, mas não vivem aquilo que pregam. Depois querem a bênção de Deus? Como é que pode uma coisa dessas? Desculpe-me a exortação, mas Deus neste momento está falando com alguém, que precisa colocar a sua vida no altar, para que o adversário seja envergonhado, para que ele seja afastado.

E então lemos, em Juízes, capítulo seis, versículo seis, que clamou este povo ao Senhor, e Deus ouviu. Ainda há tempo, ainda existe a oportunidade, clame ao Senhor, arrependa-se, e procuremos colocar as nossas vidas no altar do Senhor! E à medida que nós fizermos do nosso lar um lugar onde Cristo reine, nós vamos ver a bênção. Virão as lutas, sim, mas as vitórias serão grandiosas. Como é que está sendo a nossa fidelidade no dízimo? Essa parte que não pertence a nós, mas que é de Deus? Deus nos dá saúde e sabedoria. Dá-nos também oportunidades, condições de ganhar o nosso pão de cada dia e, no final, pede para nós dez por cento do que, na verdade, pertence a Ele. Mas até com isso, muitas vezes, nós ficamos. E incorremos naquilo que é denunciado em Malaquias, capítulo três, versículos oito e nove, quanto ao roubo nas ofertas e nos dízimos; e assim atraímos para cima de nós o devorador. Mas este será destruído à medida que formos fiéis a Deus. É esta fidelidade; não é oração, não é jejum que vai mandar o devorador embora. O que vai eliminar o devorador é a nossa fidelidade. Deus dá força para você ser fiel. Ele quer a sua vitória, mas Ele só pode trabalhar encima daquilo que você é. Se você é fiel a Deus, a fidelidade de Deus está em sua vida. Portanto, mande esse devorador embora. Em nome de Jesus, seja fiel ao Senhor. Hoje e para sempre. Amém e amém.

O Sal da Terra

MATEUS, CAPÍTULO CINCO, VERSÍCULO TREZE. Assim diz a Bíblia Sagrada: Vós sois o sal da terra; ora, se o sal vier a ser insípido, como lhe restaurar o sabor? Para nada mais presta senão para, lançado fora, ser pisado pelos homens. O tema da nossa mensagem é O Sal da Terra. Sal é um dos condimentos que todos nós naturalmente conhecemos. O sal era tão precioso, no tempo do Império Romano, que os soldados romanos recebiam, junto com o seu soldo, um bocado de sal. É daí que vem a palavra salário. A palavra salário, que nós conhecemos, vem de sal. Tal era a preciosidade do sal, naquela época, que o soldado recebia sal como seu salário. Mas o sal é um condimento tão precioso que você dificilmente o dispensa no seu dia a dia. Ele está ali: é ele que tempera o feijão, o arroz, a salada; mas o sal tem uma propriedade impressionante. Ele só serve quando colocado na medida certa. Quando você vai comer um alimento que não tem sal, você sente logo. E quando você vai se alimentar com um alimento que foi salgado demais, você também sente logo; mas quando o sal é colocado na medida certa, você nem nota que ele está ali. Porque ele foi feito para temperar na medida certa. Porém, um os maiores efeitos que o sal tem é justamente o efeito de preservação. No tempo em que não existiam os refrigeradores, não havia o conhecimento da produção de gelo, usava-se sal para conservar carne e peixe; sal em grande quantidade não permitia de forma nenhuma que aquela carne entrasse em estado de putrefação, que o peixe estragasse. Conhecemos muito bem, por exemplo, o bacalhau que vem de Portugal e que pode passar meses e meses que não se estraga, por causa do sal que está ali. Ou o pirarucu da Amazônia. Manta de pirarucu passa meses e meses e não se estraga, porque tem sal. Está salgado. O sal não permite que a carne ou que o peixe se estrague. Ele tem esse efeito magnífico e poderoso. E Jesus pegou justamente esta ilustração, esta figura do sal, para dizer para mim e para você, vós sois o sal da terra. Por que, “vós sois o sal da terra”?

Irmãos amados, nós estamos vivendo no meio de um mundo trágico e cruel, onde o pecado se avoluma a cada momento, e a cada instante. Olhe só as revistas: você não pode entrar hoje com um filho seu numa banca de jornais, porque você vai ver figuras obscenas, sexo explícito. A moda são livros imorais, que tentam degradar a moral e a conduta do ser humano; você naturalmente sente até vergonha de assistir certas novelas junto com a sua família, cenas imorais, de nudez, de violência. Você não pode mais assistir hoje a um filme vindo de Hollywood, onde se ensina a prostituição, a traição, a miséria; filmes dos homens que ensinam a violência, como praticar um assalto; aquilo é visto em cores, dentro da sala de estar de uma casa. São justamente estes os ensinamentos que o mundo recebe, e quantos e quantos jovens estão absorvendo esses exemplos, envenenando a sua vida, corrompendo a sua alma. O mundo, que caminha para uma destruição cruel e terrível, não sabe de forma nenhuma distinguir mais o que é certo e o que é errado. Os padrões imorais de hoje são os padrões morais da nossa sociedade. A nudez, hoje, é tratada como nu artístico, o homossexualismo hoje em dia é tratado como coisa que o homem deve assumir; a prostituição hoje é algo que deve ser tratado, segundo o conceito dos homens, como algo normal. A podridão está tomando conta do nosso globo. A imoralidade está tomando conta do Planeta Terra.

Mas eu pergunto para você neste momento, por que nossa sociedade ainda não entrou no estado de degradação irreversível, sem precedentes? Por que a nossa sociedade ainda não se arruinou de uma forma catastrófica? Por que a nossa sociedade ainda não está no estado de tremenda podridão terminal? É porque nós encontramos aqui Jesus dizendo, Vós sois o sal da terra. Vós sois o sal da terra. Ainda existe uma pitada de sal neste mundo, e este sal da terra somos você, eu, aquele povo cafona, que o mundo diz, que está na igreja, que serve como um freio para que este mundo não entre no estado de putrefação total. Ainda existem crentes no Planalto, ainda existem crentes naquela fábrica, ainda existem crentes que estão indo à escola, ainda existem crentes na vizinhança –- e esses crentes que estão espalhados pelos quatro cantos da terra, apesar de serem a minoria, ainda são o sal que não permite que este mundo entre no estado de putrefação. Não apodreça de uma vez.

Mas que quero que você observe aqui o que a Bíblia diz: Vós sois o sal da terra; ora, se o sal vier a ser insípido, como lhe restaurar o sabor? Com o que se há de salgar se o sal for insípido? Muitos de nós conhecemos o que é uma fábrica de gelo, ou de sorvete. Aquela água que está ali naquele momento, na máquina, resfriando a massa, ela normalmente recebe uma carga de sal grosso; de tempos em tempos o fabricante joga aquela água fora, bem como aquelas pedras de sal que ficam no fundo do tanque. Elas não dão mais sabor nenhum, só servem para ser jogadas fora. Irmão querido, a Bíblia diz que você é o sal da terra. Agora, que tipo de sal você é? Será que você é esse sal que está indo no curso do mundo? Você está se unindo neste momento à imoralidade da terra? Você está indo de acordo com o curso de todos, aí fora? Será que a sua linguagem na escola é aquela linguagem podre, de piadas obscenas? Será que a sua linguagem, no meio da sociedade que você vive, é uma linguagem destrutiva? Não, a Bíblia diz que você é o sal da terra. Portanto, veja se você consegue se preservar, quando estiver na empresa, na escola, onde for. E quando as pessoas que estão naquelas rodinhas de piadas obscenas, olharem você se aproximar, eles digam: “lá vem o crente, lá vem o irmão, lá vem o Bíblia” –- não interessa; eles vão ter de mudar a sua linguagem, por que? Porque o sal está chegando, e o sal não permite que a podridão tome conta. E é justamente isso que Deus quer que você seja. Sal da terra, para não permitir que este mundo entre em putrefação de uma vez por todas. Conserve-se, irmão, preserve-se, leia a Bíblia, siga os passos de Jesus. Que Deus o abençoe e guarde para sempre, amém.

Tira as Sandálias

ÊXODO, CAPÍTULO TRÊS E O VERSÍCULO CINCO. E disse-lhe, não te chegues para cá. Tira a sandália dos pés, porque o lugar em que tu estás é terra santa. O tema da nossa mensagem é Tira a Sandália dos Pés. Para que possamos entender este episódio, precisamos retroceder um pouco na história deste gigante na fé, Moisés. Nascido e criado em condições precárias, em plena escravidão do Egito, foi assim que este menino veio ao mundo; e nós o encontramos nascendo ainda no momento em que um decreto havia sido baixado. Pois devido à explosão demográfica que estava existindo no Egito, Faraó assinou um decreto impondo que todas as mulheres hebréias grávidas, no momento da délivrance, deveriam ser assistidas por parteiras egípcias. Porque toda a criança do sexo masculino deveria ser morta ao nascer. E lá estava aquele casal, Joquebede e Anrão, pais de Moisés. E quando chegou o momento da délivrance de Moisés, quando ele veio ao mundo, assistido por duas parteiras egípcias, diz a Bíblia Sagrada que estas mulheres, quando viram a beleza daquela criança, resolveram que não a matariam. Irmãos queridos, não foi a beleza, mas sim, quando Deus tem um plano na vida de alguém, não há demônio que demova. Moisés era a pessoa que Deus estava trazendo ao mundo para libertar o seu povo da escravidão no Egito. E a Bíblia diz que Joquebede pôde criar o seu filho até os três meses; era difícil ir mais além, porque a fiscalização do Estado era grande; e se fosse pega uma criança dentro de uma casa, naturalmente não era só a criança que iria morrer, mas toda a sua família. Assim Joquebede pôde sustentar o seu filho durante três meses. Depois de três meses diz a Bíblia Sagrada que ela preparou um cesto de vime, betumou aquele cesto por fora para que não entrasse água, colocou seu filho no seu interior e soltou no Rio Nilo. Mas a criança não foi largada no rio de qualquer maneira. Ela fez um levantamento antes. Ela soube qual era a hora em que a filha de Faraó viria se banhar no Nilo. E foi justamente naquele momento em que ela estava se banhando que Joquebede soltou o seu cesto de vime, com Moisés dentro; e na margem, por entre os arbustos, Miriã ia acompanhando a descida daquele cesto. Até que a filha de Faraó ergueu os olhos e viu aquele cesto. Tomada pela curiosidade, pegou e abriu o cesto, e viu aquela criança em seu interior; e deu-lhe o nome de Moisés, que quer dizer tirado das águas. Miriã mais que depressa se aproximou e disse: “Você quer que eu chame uma das hebréias para tomar conta dessa criança para você?” E a filha de Faraó assentiu naquele momento, e Miriã foi buscar uma filha das hebréias. E quem foi que ela trouxe? A mãe do próprio Moisés. Que agora, sendo paga pelos cofres da nação, estava ali para cuidar do seu próprio filho, protegida, guardada, porque ela estava cuidando agora, em outras palavras, do filho da filha de Faraó. Quanto tempo Moisés passou ainda dentro da casa da mãe, não sabemos; sabemos que pouco tempo depois ele foi devolvido para sua mãe adotiva.

Conta a Bíblia que Moisés foi criado em toda a ciência do Egito. Nos seus primeiros quarenta anos Moisés foi educado aos pés dos maiores catedráticos já produzidos pelo Egito, naquele tempo. Moisés tornou-se homem de guerra, general do exército, criado com toda a pompa, com toda a glória, com toda a mordomia. Aos quarenta anos Moisés saiu para visitar um bairro pobre, do Egito; e viu ali um egípcio maltratando um israelita; e quando foi apartar aquela briga, terminou matando o egípcio. Temeroso, escondeu-o. Alguns dias depois voltou àquele mesmo bairro e viu dois israelitas brigando. Quis apartar a briga e naquele momento Moisés foi descoberto. Como conseqüência, viu-se simplesmente desterrado, tirado do aconchego palaciano e mandado para o deserto. Lá vai Moisés para morrer no deserto. Mas eis que chega à Terra de Midiã; e ali na Terra de Midiã, já quase desfalecendo, do outro lado do deserto, um grupo de jovens, de moças, sai para dar água para o seu rebanho. Quando os beduínos do deserto surgem para atormentá-las, Moisés levantou-se naquele momento e colocou os beduínos para correr; aquelas moças puderam então dar água para o seu rebanho e voltar cedo para casa. Quando chegam em casa mais cedo, Jetro, seu pai, perguntou: “Por que vocês vieram cedo para casa, hoje? –- É porque um egípcio desceu ao nosso encontro, livrou-nos dos beduínos e deu água para o nosso rebanho.” E ele perguntou: “Cadê o moço, trazei-o para cá!” E foram buscar Moisés. E diz a Bíblia que Moisés consentiu em morar com Jetro, tomando inclusive uma das suas filhas como esposa. Moisés agora passou a morar naquela casa, longe de toda a regalia, de toda a pompa, de toda a glória, longe de toda a mordomia do Egito. Diz a Bíblia que Moisés consentiu em morar com aquele homem. Foram quarenta anos. Nesses quarenta anos que Moisés passou dentro da casa de Jetro, toda aquela cultura do Egito saiu da sua vida, todo aquele costume foi esquecido, e um novo conhecimento entrou em seu coração; porque diz a Bíblia que Jetro era sacerdote do Deus Altíssimo [ ]. E ensinou para Moisés quem era o verdadeiro Deus e a verdadeira teologia. E durante todo aquele período que Moisés passou ali na casa de Jetro, toda aquela cultura do Egito, todo o conhecimento, toda aquela filosofia, tudo aquilo que ele tinha adquirido no Egito ali se acabou. E um conhecimento novo surgia no seu ser. Até que chegou o dia em que Moisés estava pastoreando o rebanho do seu sogro quando se aproximou de um local no Monte Sinai onde um arbusto estava incendiado mas não se queimava. Moisés ficou tão admirado que correu para ver o que era aquilo. E quando chegou ali, simplesmente ouviu aquela voz que dizia: Moisés, tira a sandália dos pés, porque o lugar em que estás é terra santa.

Naquele momento eu comecei a perguntar: onde estará o problema? No pé de Moisés? Ou na sandália de Moisés? Irmãos queridos, Moisés tinha terminado com tudo o que era do Egito em sua vida. A única coisa que restava nele eram justamente aquelas sandálias. E quando as tirou dos pés, naquele momento Moisés foi envolvido pela glória do Senhor. Talvez seja isso que esteja faltando para você. Você já deixou muitas coisas do mundo, você veio do mundo com todo um problema de pecado, e agora está aos pés do Senhor. E Ele diz para você, “tira a sandália dos pés”. Algum probleminha que o esteja envolvendo ainda, e neste momento Deus quer Se revelar com maior grandeza para você; mas se existe alguma coisa que falta você tirar, e no momento que você tirar essa sandália, esse pecado, esse problema que você trouxe do mundo, que ainda está na sua vida, você poderá ver a glória de Deus envolvê-lo nesse exato momento e instante. O vício, um pecado que ainda o atormenta. Tire essa sandália dos pés porque você vai ser envolvido na glória de Deus neste momento. Que Deus o abençoe. Amém e amém.


Fonte: IBICAMP - Pr. Jorge Valle



É o Senador Obama o "Messias" — ou Pelo Menos uma Figura Messiânica?

Barack Obama é o Anticristo profetizado na Bíblia? Certamente ele realizou um tipo de campanha messiânica, com muitas pessoas reparando um certo carisma inexplicável que emana do senador de Illinois, um tipo de sentimento espiritual que elas não conseguiam explicar, embora fossem dramaticamente atraídas por ele.

Essa pergunta está surgindo com uma freqüência cada vez maior atualmente, e parece se ligar com o tema ocultista que a Cutting Edge já observou.

Resumo da Notícia: "Barack Obama é o Messias?", Ben Shapiro, Town Hall, 31 de janeiro de 2007:

"Aparentemente, o senador Barack Hussein Obama, Democrata de Illinois, é o Messias... Jesus não recebeu esse tipo de cobertura da mídia no domingo de Páscoa. Não é de se admirar que Slate.com tenha montado um 'Observatório do Messias' sobre Obama, dedicado a 'considerar evidências de que Obama é o Filho de Deus'."

Agora, esse é o tipo de retórica que deveria fazer os cristãos bíblicos sentarem e abrirem os olhos sobre o fim dos tempos. Jesus nos alertou enfaticamente que deveríamos esperar "falsos Cristos" (falsos líderes políticos) e "falsos profetas" (falsos líderes espirituais) no fim dos tempos. Veja:

"E Jesus, respondendo, disse-lhes: Acautelai-vos, que ninguém vos engane; porque muitos virão em meu nome, dizendo: Eu sou o Cristo; e enganarão a muitos." [Mateus 24:4-5].

"Porque surgirão falsos cristos e falsos profetas, e farão tão grandes sinais e prodígios que, se possível fora, enganariam até os escolhidos." [Mateus 24:24].

Barack Obama está fazendo com que muitos queiram segui-lo, simplesmente por que emite algum tipo de poder misterioso que atrai as pessoas!

No site "Is Barack Obama the Messiah" (Barack Obama é o Messias?), lemos algumas declarações surpreendentes:

1) "... uma luz atravessará a janela, um raio de luz descerá, você experimentará uma epifania... e de repente perceberá que deve ir às urnas e votar em Obama" — Barack Obama em campanha na cidade de Lebanon, New Hampshire, em 7 de janeiro de 2008.

Essa declaração foi totalmente construída em termos religiosos. E é totalmente eficaz!

2) "Um salto quântico na consciência americana." (Deepak Chopra)

Deepak Chopra é um dos principais autores e conferencistas da Nova Era! É altamente significativo que Obama seja repentinamente o queridinho de uma pessoa como essa. Os aderentes da Nova Era desejam uma figura messiânica há muito tempo. O fato de Deepak Chopra ser um entusiasta de Obama é muito revelador sobre o tipo de poder eclético que Obama está emitindo.

Observe também a citação sobre "um salto quântico na consciência". Os aderentes da Nova Era acreditam que, imediatamente antes de o Cristo da Nova Era aparecer, a humanidade passará por um "salto quântico de consciência"! Na verdade, o Cristo só pode aparecer depois que a população do mundo passar por esse 'salto quântico na consciência'! Portanto, essa declaração está dentro do contexto da Nova Era da espera do Messias deles.

3) "Somos aqueles que estávamos esperando. Somos a mudança que buscamos." (Obama na Super-Terça)

Os principais temas de Obama são enganosamente curtos e muito úteis como propaganda de massa: 1) Simplifique, estúpido e 2) Repita a mesma frase curta como um mantra — são duas técnicas eficazes para enganar as massas. Obama repete apenas poucos mantras várias e várias vezes e faz isso enquanto algum tipo de poder oculto emana de sua voz e de seu corpo.

4) "Alguns leitores entenderam imediatamente o que eu quis dizer na semana passada quando disse que John McCain tem o azar de estar concorrendo contra Luke Skywalker... O mito de Obama é um mito testado e aprovado. O falecido folclorista Joseph Campbell chamou isso de "A Jornada do Herói" e ela é encontrada em cada cultura desde Moisés, Davi, Ulisses, Luke Skywalker, Frodo e Harry Potter."

5) "Farei qualquer coisa que ele disser. Pegarei copinhos de plástico do chão para limpar o caminho para ele." (Halle Berry)

6) "Barack Obama é nossa representação coletiva de nossas esperanças mais puras, de nossas visões mais elevadas e de nosso saber mais profundo... Ele é nossa criação vinda do interior do onisciente e vasto campo da inteligência." (Eve Konstantine)

7) "Isto é maior que Kennedy... Isto é o Novo Testamento." "Senti um arrepio subindo pela minha perna. Não sinto isso freqüentemente. Falando sério, este é um evento dramático." (Chris Matthews)

Claramente, Chris Mattews sentiu uma aura messiânica em torno de Obama!

8) "Os melhores discursos de Obama não animam. Eles não informam. Eles nem mesmo inspiram realmente. Eles elevam… Ele não é a Palavra encarnada, mas o triunfo da palavra sobre a carne... Obama é, no seu máximo, capaz de nos chamar de volta ao nosso Eu Elevado." (Ezra Klein).

9) "Obama tem a capacidade de invocar forças heróicas das profundezas espirituais dos cidadãos comuns e liberá-las dali como um coro sinfônico de atos criativos singulares cujo propósito comum é domar a alma e amenizar os grandes desafios que estão diante da humanidade." (Gerald Campbell)

Claramente, esse tipo de linguagem é peculiar a um messias religioso.

10) "Estamos aqui para evoluir para um plano mais elevado... ele é um líder evoluído... ele tem ouvidos para a eloqüência e uma língua mergulhada na Verdade Nua e Crua." (Oprah Winfrey)

11) "Eu caracterizaria a disputa no Senado como uma disputa em que Obama foi, vamos dizer assim, abençoado e altamente favorecido. Isso não é rotineiro. Existe algo mais acontecendo. Acho que Obama e sua eleição ao Senado foram divinamente ordenados... Sei que foi um plano de Deus." (Bill Rush)

Obviamente, essas citações fazem Obama parecer um homem investido de poderes sobrenaturais, o tipo de figura messiânica que o mundo deseja desesperadamente.

Agora vejamos algumas citações do site do candidato.

"A campanha de Obama usa um chamado religioso como recurso retórico central: "Peço que vocês acreditem," diz o letreiro no alto da página em www.barackobama.com. Seu apelo aos eleitores é um arquétipo de uma conversão religiosa: em vez de serem solicitados a apoiar, os eleitores são exortados a 'se juntarem ao movimento'. Na Geórgia, ele igualou diretamente seus apoiadores com o povo de Deus."

Resumo da Notícia: "Somos os Escolhidos: Um novo hino a Barack Obama", The Telegraph (Londres), 6 de março de 2008.

"As similaridades entre a esperança em Obama e a esperança bíblica são extraordinárias."

Poderíamos continuar ainda mais, listando outros casos de tipos messiânicos ou tipos de linguagem bíblica. Se você quiser continuar com essa pesquisa, incentivamos que leia o material no site "Is Barack Obama the Messiah?".

Agora, vamos voltar a matéria do Town Hall, que citamos anteriormente, para a última declaração que nos levará à próxima notícia.

"E mais, Obama sabe que elas são promessas vazias. Na guerra entre tradicionalismo e radicalismo, Obama está firme ao lado do radicalismo. Embora tenha o dom de obscurecer suas posições, Obama é um defensor dos direitos dos homossexuais, crê piamente no conceito de propriedade privada como propriedade social, e é um defensor fanático do aborto por solicitação da gestante. Sua promessa de ir além das políticas dos anos 60 é uma promessa para alcançar unidade plena no programa triunfante dos anos 60. Se Obama é um Messias, ele é um Messias secular, que prega o evangelho de Tom Hayden."

Você reparou nos tipos de posições apoiadas por Obama, que são condenadas pelos conservadores e/ou cristãos?

Defesa dos direitos dos homossexuais.
Acredita piamente no conceito de propriedade privada como propriedade social — Hillary Clinton acredita nisso piamente e o Plano dos Illuminati prevê o fim do direto à propriedade privada!

Defensor fanático do aborto por solicitação da gestante — Muito estranho para uma pessoa que afirmou, na semana passada, ser um cristão que ora diariamente!

E agora o líder negro carismático, Lous Farrakhan, endossou o senador Obama como um messias!

Resumo da Notícia: "Louis Farrakhan chama Obama de Messias! Helter Skelter", YouTube (NT: Vídeo removido).

Recomendamos que você assista com muita atenção a esse vídeo revelador, pois mostra como muitas pessoas, incluindo muitos negros, já embarcaram no ônibus messiânico de Obama. A WorldNetDaily pegou as exatas palavras desse vídeo.

Resumo da Notícia: "Farrakhan Sobre Obama: 'O Messias com certeza está falando'", WorldNetDaily, 9 de outubro de 2008.

"O líder da Nação do Islã, Louis Farrakhan, outra figura política poderosa de Chicago associada com o Rev. Jeremiah Wright e outros companheiros de longa data do candidato à presidência pelo Partido Democrata, Barack Obama, não deixa dúvidas sobre o que pensa do líder na campanha para a Casa Branca. Ele disse que quando Obama fala 'o Messias com certeza está falando'."

Para Farrakhan, o senador Obama é o "messias", o que significa literalmente aquele que aparece com grande poder e carisma para libertar seu povo da servidão e levá-lo à luz da liberdade e prosperidade. Mas isso não é o bastante para os cristãos bíblicos genuínos, é? O Messias que estamos esperando é o Messias da Bíblia, o qual nós, cristãos, sabemos que é Jesus Cristo em sua segunda vinda.

Porém — e eis aqui o maior 'porém' dos últimos 2.000 anos — o primeiro homem que aparecer no cenário mundial após o retorno de Israel à sua terra será o profetizado falso Messias, também conhecido como Anticristo. Se Obama é alguma coisa, ele é o vindouro Anticristo! Voltaremos a essa parte no fim deste artigo. Por enquanto, vamos voltar ao artigo da WorldNetDaily. Você verá que Farrakhan está falando de uma figura messiânica que não é bíblica.

"Falando a uma grande multidão atrás de um pódio, no dia 24 de fevereiro, com o logotipo do Dia do Salvador 2008 da Nação do Islã, Farrakhan proclama: 'Vocês são os instrumentos que Deus usará para realizar uma mudança universal, e é por isso que Barack cativou a juventude. Ele está envolvendo os jovens em um processo político do qual eles estavam desligados. Isto é um sinal. Quando o Messias fala, os jovens ouvem, e o Messias com certeza está falando'."

As palavras 'mudança universal' são comuns nos escritos da Nova Era sobre o vindouro Anticristo. Na verdade, essas palavras são usadas tantas vezes que poderiam ser consideradas "chavões bonitos". Quando Farrakhan usou essas palavras para descrever Obama, ele estava lançando sobre os ouvintes o espectro da Nova Era do vindouro Anticristo. Agora, observe que Louis Farrakhan está prometendo que coisas melhores virão, outro conceito messiânico da Nova Era.

"'Irmãos e irmãs', Farrakhan disse, 'Para mim Barack Obama é um arauto do Messias. Barack Obama é como a trombeta que nos alerta que algo novo e melhor está para acontecer'."

Este próximo parágrafo é novidade para mim. Eu não sabia que o 'Salvador' islâmico tinha um pai negro e uma mãe branca. Essa questão racial poderia ser o motivo que os Illuminati deliberadamente escolheram Barack Obama para ser o candidato Democrata à presidência e, talvez, o 44º presidente dos Estados Unidos.

"Farrakhan lembra que o homem que os seguidores da Nação do Islã se referem como 'Salvador', Fard Muhammad, tinha um pai negro e uma mãe branca, exatamente como Obama. 'Um homem negro com uma mãe branca se tornou um salvador para nós', disse ele. 'Um homem negro com uma mãe branca pode se tornar aquele que erguerá a América de sua queda. Deus permitiria que Barack fosse presidente de um país que tem sido tão racista, tão mau no tratamento aos hispânicos, índios e negros?' ele perguntou. 'Deus faria algo assim? Sim. Claro que faria. Isso para mostrar que a pedra que os edificadores rejeitaram foi posta por cabeça de esquina. Isso é um sinal para nós. Chegou a hora da nossa ascensão. Chegou a hora de tomarmos nossos lugares. O futuro depende só de vocês'."

Esqueça o uso indevido da passagem bíblica por Farrakhan; ele está se referindo aqui a um fenômeno estritamente americano, uma figura messiânica política que levará os negros americanos e as pessoas que não são brancas a uma terra prometida!

Esse artigo da WorldNetDaily então informa outras vezes que o senador Obama estave em campanha como uma figura messiânica.

"A WND informou anteriormente que um site chamado "Is Barack Obama The Messiah?" ("Barack Obama é o Messias?") captou a onda de euforia que ocorreu após a notável ascensão do senador democrata."

"O site é exaltado por uma citação de Obama estrategicamente extraída de um discurso de 7 de janeiro nas Faculdades Dartmouth, bem antes das primárias de New Hampshire, no qual ele disse aos estudantes: 'uma luz atravessará a janela, um raio de luz descerá, você terá uma epifania, e de repente perceberá que deve ir às urnas e votar em Obama."

Embora essa declaração pareça controle mental em operação, ela contém vários elementos messiânicos fundamentais aos quais precisamos prestar muita atenção:

"Uma luz atravessará a janela"
"Um raio de luz descerá"
"Você terá uma epifania"
Agora, eis aqui a prova conclusiva do controle mental:

"De repente você perceberá que deve ir às urnas e votar em Obama."

Algumas pessoas importantes sentiram um estranho e inexplicável poder que emana desse senador.

"O âncora da MSNBC, Chris Matthews, está entre os muitos membros da mídia arrebatados por Obama, e admitiu que sentiu um 'arrepio subindo pelas pernas' ao ouvir um discurso de Obama."

"O colunista Mark Morford, do jornal San Francisco Chronicle, escreve que Obama tem um carisma que vai além de seu vigor juvenil, ou beleza, ou mesmo retórica inspiradora."

"Bill Clinton, com todo o seu charme natural e encantador, não tinha o que Obama tem, que é uma espécie de luminosidade poderosa, uma integridade altamente vibratória e singular", Gladnick disse. "Ignore tudo o que você gosta, mas eu ouvi de muitíssimas pessoas altamente inteligentes, sábias e espiritualmente ligadas que ficaram fascinadas pela presença de Obama — nada de discursos, nem políticas, mas mera presença — dizerem que é apenas mais uma jogada inteligente de marketing, uma jogada esperta orquestrada cuidadosamente pelos habilidosos organizadores de campanha que, assim que Obama for eleito, irão subitamente deixar de ser espertos otimistas e se tornarão vis lobistas sugadores de almas, com Obama como seu, agora malvado, chefe mandão."

A WorldNetDaily também reportou quando o radialista Rush Limbaugh criticou os democratas que estavam comparando Obama com Jesus e a governadora Sarah Palin com Pôncio Pilatos:

"'Conheço Jesus Cristo. Oro a Jesus Cristo o tempo todo', disse Limbaugh. 'Estudo o que Jesus Cristo fez e disse o tempo todo, e permita que eu lhe diga uma coisa: Barack Obama, você não é Jesus Cristo'."

"Ele (Limbaugh) também atacou as posições de Obama sobre o aborto e Educação Sexual para crianças no Jardim de Infância, dizendo: 'Não consigo encontrar quaisquer referências sobre Jesus promovendo o infanticídio, ou sugerindo que a Educação Sexual seja ensinada às crianças de 4 e 5 anos de idade, mas ainda estou procurando no Novo Testamento e direi a vocês se encontrar alguma coisa."

Na verdade, os estrategistas da campanha de Obama estão usando referências bíblicas o tempo todo.

"Democratas, incluindo a estrategista do partido, Donna Brazile, e o deputado Steve Cohen, Democrata do Tennessee, fizeram comparações bíblicas quase idênticas dos personagens desta eleição presidencial, as quais Limbaugh rastreou até às publicações de um blog de Washington, em 4 de setembro. 'Barack Obama foi um gestor comunitário como Jesus', disse Cohen ontem, durante um discurso de um minuto na tribuna do Congresso."

Não há dúvida alguma que os caciques do Partido Democrata decidiram que Barack Obama deveria adotar um discurso messiânico em sua campanha. Também não há dúvida alguma que muitos comentaristas da mídia de massa adotaram esse mantra, e realmente não há dúvida que um número cada vez maior de pessoas está vendo Obama a partir desse ângulo.

No entanto, será que ele pode mesmo ser o Anticristo? A Bíblia é muito clara sobre os requisitos para ser o Anticristo.

1) A ênfase original do Anticristo será nos judeus — o Anticristo precisa enganar os judeus para que eles aceitem suas afirmações que ele é Messias judaico.

Portanto, ele precisa ser capaz de provar sua linhagem até o rei Davi. Veja a profecia:

"Do aumento deste principado e da paz não haverá fim, sobre o trono de Davi e no seu reino, para o firmar e o fortificar com juízo e com justiça, desde agora e para sempre; o zelo do SENHOR dos Exércitos fará isto." [Isaías 9:7].

Deus diz nessa profecia que o verdadeiro Messias judaico será capaz de mostrar uma genealogia que o ligue claramente ao rei Davi. É por isso que Mateus 1 existe em nossas Bíblias, para provar a genealogia de Jesus até o rei Davi. Os judeus exigirão que esse recém-manifesto Cristo maçônico mostre uma linhagem que comprove que descende do rei Davi. Como um Cristo maçônico vindo do Império Romano Renascido (Europa e Grã-Bretanha) comprovará sua linhagem até o rei Davi? É aqui que a mentira inerente de 'O Código da Vinci' se torna tão importante. O Anticristo só poderá aparecer quando um número significativo de pessoas no mundo todo acredite na mentira da Linhagem Merovíngia, agora apresentada poderosamente por Hollywood. (Veja os detalhes completos no artigo N2133, "Forte Espírito Demoníaco do Erro Faz Inflar a Popularidade de O Código Da Vinci em Todo o Mundo".)

Eu garanto a vocês que o senador Obama tem uma linhagem que remonta ao rei britânico Eduardo I (leia os detalhes no artigo N2307, não traduzido). Portanto, ele poderia se "plugar" na enganação da Linhagem Merovíngia, porque assim que o Anticristo convencer as pessoas que sua linhagem vai até Jesus por meio dos reis merovíngios, então ele estará livre para chegar até o rei Davi!

No entanto, existem mais razões problemáticas mostrando que Obama provavelmente não é o bíblico Anticristo:

2) O Anticristo precisa vir do "Império Romano Renascido" — A Grã-Bretanha e Europa.

Veja esta passagem incomum:

"... e o povo do príncipe, que há de vir, destruirá a cidade e o santuário, e o seu fim será com uma inundação; e até ao fim haverá guerra; estão determinadas as assolações." [Daniel 9:26b].

Os eruditos bíblicos concordam unanimemente que o "príncipe que há de vir" é uma referência ao príncipe que governa o reino que executou o verdadeiro Messias na primeira parte de Daniel 9:26. Esse reino, é claro, era o antigo Império Romano. Portanto, está profetizado que o Anticristo é o "príncipe que há de vir" dessa passagem, exigindo então que o antigo Império Romano seja restabelecido no fim dos tempos. Obviamente, para que isso possa acontecer, no tempo certo a Europa Ocidental já se levantou das cinzas da história, contendo quase todo o antigo território que o império original possuía — até mesmo a Grã-Bretanha!

Barack Obama vem da Europa Ocidental?! Não, ele não vem, é muito forçado dizer que já que os Estados Unidos vieram da Inglaterra, poderia ser considerado como parte do Império Romano renascido. Os antigos romanos controlaram a Grã-Bretanha, mas nunca colocaram os pés na América do Norte. Não, Obama não vem de nenhum país que pertenceu originalmente ao antigo Império Romano.

3) O Anticristo não será casado:

"E não terá respeito ao Deus de seus pais, nem terá respeito ao amor das mulheres, nem a deus algum, porque sobre tudo se engrandecerá." [Daniel 11:37].

O Anticristo não terá desejo por mulheres; os eruditos bíblicos há tempos mantêm a posição que essa profecia significa que o vindouro "filho da perdição" não será casado e, possivelmente, será um homossexual. Obviamente, uma vez que Barack Obama é casado e tem duas filhas, está desqualificado para ser o bíblico Anticristo.

4) O Anticristo não servirá a nenhum deus, mas adorará ao 'deus das forças':

"Mas em seu lugar honrará a um deus das forças; e a um deus a quem seus pais não conheceram honrará com ouro, e com prata, e com pedras preciosas, e com coisas agradáveis." [Daniel 11:38].

A que deus o senador Obama serve? Ele diz ser um cristão e que ora a Jesus diariamente. Isso significa que ele honra a Jesus apenas com os lábios. O senador também cometeu um ato falho quando fez referência a "minha fé muçulmana". Assim, é evidente que ele adora a Alá, o deus do Islã. Como o famoso ditado islâmico diz: "Alá é deus e Maomé é seu profeta".

Portanto, Obama não pode ser o Anticristo.

Por essas razões, o senador Barack Obama não pode ser o Anticristo profetizado na Bíblia.

No entanto, ele pode ser, e sem dúvida é, "um anticristo":

"Filhinhos, é já a última hora; e, como ouvistes que vem o anticristo, também agora muitos se têm feito anticristos, por onde conhecemos que é já a última hora." [1 João 2:18].

Na verdade, se Obama chegar à Casa Branca, ele será o presidente na época em que a União Norte Americana (NAFTA) estiver concluída. Pela importante natureza de seu cargo, o presidente Obama será de fato o líder ou governante do NAFTA. Assim, a reorganização das dez nações profetizada na Bíblia e planejada pelos Illuminati, será finalmente completada. (Leia o artigo N2139, "O NAFTA — O Superestado da América do Norte Realmente Está Tomando Forma").

Isso significa que ele será parte do comitê de boas-vindas quando o Anticristo finalmente aparecer. Veja a profecia de Daniel 7:7-8, onde Daniel vê quatro reinos gentílicos que deram lugar a uma reorganização de dez chifres (representando dez reis):

"Depois disto eu continuei olhando nas visões da noite, e eis aqui o quarto animal, terrível e espantoso, e muito forte, o qual tinha dentes grandes de ferro; ele devorava e fazia em pedaços, e pisava aos pés o que sobejava; era diferente de todos os animais que apareceram antes dele, e tinha dez chifres." [Daniel 7:7].

Em outras palavras, Deus está dizendo aqui que o mundo inteiro será reorganizado em dez supernações, cada uma com um respectivo governante. E é muito interessante que o Plano dos Illuminati também inclua uma reorganização global em exatamente dez supernações! Como mostramos no artigo referido anteriormente, o NAFTA é a nação número 1 na reorganização global dos Illuminati.

Portanto, o presidente Obama será um dos dez governantes do reino dos Illuminati! Isso significa que ele é UM anticristo, e possui as mesmas características do bíblico Anticristo. Veja a profecia novamente:

"Estando eu a considerar os chifres, eis que, entre eles subiu outro chifre pequeno..." [Daniel 7:8].

O "pequeno chifre" que subiu entre os dez chifres é sem dúvida o Anticristo. Essa passagem indica claramente que o Anticristo terá a mesma orientação espiritual que os dez reis que o precederam! Isso significa que o presidente Obama terá a mesma inclinação espiritual ocultista que o Anticristo. Portanto, as pessoas considerarão Obama como um provável candidato a ser o bíblico Anticristo, mas isso é impossível.

O que Obama será é uma réplica do bíblico Anticristo, mas não o verdadeiro "homem do pecado".

Esses eventos estão levando o mundo aos últimos dias do fim dos tempos e realmente parece que o 44º presidente dos Estados Unidos estará lá para saudar o recém-manifesto Anticristo.


--------------------------------------------------------------------------------


Você está preparado espiritualmente? Sua família está preparada? Você está protegendo seus amados da forma adequada? Esta é a razão deste ministério, fazê-lo compreender os perigos iminentes e depois ajudá-lo a criar estratégias para advertir e proteger seus amados. Após estar bem treinado, você também pode usar seu conhecimento como um modo de abrir a porta de discussão com uma pessoa que ainda não conheça o plano da salvação. Já pude fazer isso muitas vezes e vi pessoas receberem Jesus Cristo em seus corações. Estes tempos difíceis em que vivemos também são tempos em que podemos anunciar Jesus Cristo a muitas pessoas.

Se você recebeu Jesus Cristo como seu Salvador pessoal, mas vive uma vida espiritual morna, precisa pedir perdão e renovar seus compromissos. Ele o perdoará imediatamente e encherá seu coração com a alegria do Espírito Santo de Deus. Em seguida, você precisa iniciar uma vida diária de comunhão, com oração e estudo da Bíblia.

Se você nunca colocou sua confiança em Jesus Cristo como Salvador, mas entendeu que ele é real e que o fim dos tempos está próximo, e quer receber o Dom Gratuito da Vida Eterna, pode fazer isso agora, na privacidade do seu lar. Após confiar em Jesus Cristo como seu Salvador, você nasce de novo espiritualmente e passa a ter a certeza da vida eterna nos céus, como se já estivesse lá. Assim, pode ter a certeza de que o Reino do Anticristo não o tocará espiritualmente. Se quiser saber como nascer de novo, vá para nossa Página da Salvação agora.

Esperamos que este ministério seja uma bênção em sua vida. Nosso propósito é educar e advertir as pessoas, para que vejam a vindoura Nova Ordem Mundial, o Reino do Anticristo, nas notícias do dia-a-dia.


Fonte site "The Cutting Edge"

A CASA DO OLEIRO

PR. JORGE VALLE

O Grande General

ABRA O SEU CORAÇÃO NESTE MOMENTO para a santa, eterna e doce Palavra de Deus. A nossa meditação neste momento encontra-se no Segundo Livro de Reis, no capítulo cinco, versículo primeiro, que diz o seguinte: E Naamã, capitão do Exército do Rei da Síria, era grande homem diante do seu senhor e de muito respeito, porque por ele o SENHOR dera livramento aos sírios; e era este homem herói valoroso, porém leproso. Amados amigos, esta palavra que acabamos de ler no Segundo Livro de Reis conta-nos a história de um grande general do exército da Síria, chamado Naamã. Este homem valoroso para a sua nação, para o seu país, quantas e quantas conquistas, quantas vitórias ele trouxe para a sua nação, tornando-se naquela época a Síria uma das maiores potências do mundo. Este general, quantas vezes saiu do seu país com o seu exército, e voltava vitorioso; e quando ele ia entrando nos portões da sua cidade, aquela grande multidão saía ao seu encontro aclamando o seu herói nacional, o homem por intermédio de quem, Deus proporcionara grandes conquistas. Naamã vestido naquele seu fardamento de general do exército, todo garboso em seu cavalo de vitória, as ruas da cidade naturalmente calçadas com flores perfumadas, que para ele era o cheiro da vida, o cheiro da vitória; os aplausos eram vistos e sentidos por todo o império quando Naamã entrava dentro das muralhas da sua nação. Depois das condecorações, dos fraternos abraços dados pelo rei do seu país, Naamã ia para casa. Naturalmente para receber o abraço da sua esposa, e dos seus filhos; mas qual era a tristeza deste homem quando entrava nos seus aposentos e começava a tirar a sua roupa, despir-se, e quando observava o seu corpo todo comido pela lepra. Lá fora eram os aplausos a um grande guerreiro, mas ninguém sabia o que se escondia por trás daquela farda, daquela indumentária de um grande general. Somente em casa, na intimidade do lar, no aconchego da família é que se conhecia a fragilidade daquele grande general do exército da Síria.

Meus amados amigos, ouvintes da Palavra de Deus, esta história naturalmente tem muito a ver com muitas pessoas que estão sendo aplaudidas aí fora. Quantos obreiros do Senhor, que quando assumem o púlpito de suas igrejas, que começam simplesmente a transmitir aquela mensagem para o seu auditório, mensagem de santidade, de pureza, de santificação, com toda a certeza a congregação olha para o seu pastor e aplaude, porque ele é na verdade um grande homem de Deus. Mas na realidade, quando este homem chega na sua casa, no aconchego da sua família, é que vai se conhecer a fragilidade do autêntico homem. Quando o homem se despe, quando sai do seu pedestal, do apogeu, do aconchego da sua congregação, somente quando ele chega em casa é que vai se conhecer quem é o homem, quem é a pessoa. Não existe nenhum super-homem na face da terra, não. Essas histórias de super-homens se encontram somente nas histórias das revistas em quadrinhos. Não na realidade. Mas aquele grande pastor que na igreja é aplaudido, quando chega em casa, que mostra a sua fraqueza, mostra a sua fragilidade, mostra que ele é homem igual a outro qualquer, que ele começa a demonstrar o seu nervosismo diante de certas situações, é aí que se revela a essência do autêntico e verdadeiro homem. Meus amados amigos e ouvintes da Palavra de Deus, nós encontramos entretanto, na vida deste grande general da Síria, um expressivo incidente, quando uma simples moça que havia sido conquistada, e era escrava na sua casa, aquela jovem um dia disse para aquele general –- a empregada também conhecia, a fragilidade do seu senhor. Ela disse: “Olhe, lá em Israel existe um profeta que pode perfeitamente curar o meu senhor Naamã.” Foi dada esta notícia para Naamã, e Naamã pensou, em toda a sua arrogância de grande general, “ir até Jerusalém?” Mas naquele momento, deixando de lado o seu preconceito, seu egocentrismo, ele partiu para Israel, com uma carta de recomendação de rei para rei, apresentando Naamã, general da Síria. Chegou em Israel, e quando esperava que o profeta viesse ao seu encontro, o profeta simplesmente mandou que ele esperasse lá fora que ele iria falar com ele. Parecia até um abuso, pedir que um general da Síria esperasse. Mas aqui estava o quebrantamento de um homem acostumado a dar ordens, acostumado a mandar, a determinar; e quando o profeta, em lugar de aparecer, simplesmente mandou um recado, dizendo a Naamã que fosse até o Rio Jordão e ali desse sete mergulhos. Amados amigos, naquele momento a fúria de Naamã foi vista, foi verificada. Ele disse: “Porventura, será que na Síria nós não temos rios limpos e claros, para mergulhar aqui neste rio, simplesmente cheio de lodo, que é o Rio Jordão? Mas alguém disse: “Naamã, o profeta está pedindo para fazer alguma coisa absurda? Não. Vá, faça o que ele manda!” E aquele homem foi até o Rio Jordão, e ali deu o primeiro mergulho, e nada; deu o segundo mergulho, a fúria tomando conta daquele homem; deu o terceiro, começou a praguejar, o quarto, o quinto e o sexto, e nada acontecia àquele grande general. Ele já estava disposto a sair quando alguém disse: “Mas a receita do profeta não são sete mergulhos? Vá lá, e dê o sétimo e último mergulho.” E aquele homem foi, e deu, e saiu completamente limpo. Por que? Porque nas profundezas do Jordão ficou a arrogância daquele homem. O seu egocentrismo ficou ali naquela hora. Aquele homem que estava acostumado a ser aplaudido, agora estava ali sendo humilhado, mergulhando naquele rio. E aquilo foi caindo, o seu apogeu de um homem que era um general foi se colocando de lado, e ele finalmente viu o seu corpo ser limpo, e ser purificado, e ficar completamente sarado da sua lepra.

É possível, meu prezado amigo, ouvinte da Palavra do Senhor, que você esteja neste momento com o corpo leproso por causa da sua arrogância, por causa simplesmente da sua forma de ser, mas Jesus diz neste momento: “Desce, sai deste pedestal, que com toda a certeza você vai ver a glória de Deus em sua vida!” É isso! É isso que Deus quer fazer com você, mas tudo vai depender de você. O profeta não vem falar com você. O problema está aí na sua vida, está no seu coração; mas se neste momento você abrir a sua vida, você abrir o seu coração, você vai ver o perdão dos pecados vir sobre você, e o nome de Jesus ser glorificado na sua vida, porque Jesus o ama, e Ele quer purificá-lo completamente. Que o Senhor o abençoe e guarde, e que esta palavra fique na sua vida em nome de Jesus. Amém e amém.

A Casa do Oleiro

ESTÁ NESTE MOMENTO NO SEU RECEPTOR o programa “A Bíblia Responde”. O seu caderninho de anotações, com toda a certeza, está aí do seu lado. E vamos abrir a Bíblia Sagrada, a Palavra de Deus, no Livro do Profeta Jeremias, capítulo dezoito, a partir do primeiro versículo, que diz o seguinte: Palavra do SENHOR que veio a Jeremias, dizendo: Levanta-te e desce à casa do oleiro, e lá te farei ouvir as minhas palavras. Desci à casa do oleiro, e eis que ele estava fazendo a sua obra sobre as rodas. Como o vaso que ele fazia de barro quebrou-se na mão do oleiro, tornou a fazer dele outro vaso, conforme o que pareceu bem aos olhos do oleiro fazer. Meus prezados irmãos, a primeira palavra que ouvimos aqui do Senhor ao Profeta Jeremias foi quando Ele disse: “levanta-te e desce à casa do oleiro”. Para quem é que Deus está falando nesse momento? Para o Seu profeta, homem que Deus havia escolhido desde o ventre materno. Homem que Deus havia levantado no meio de uma nação pecaminosa, para ser o seu atalaia, o porta voz divino na sua geração. Com toda a certeza Jeremias era um homem de uma unção divina e de uma mensagem vibrante, que fazia com que o inferno tremesse e o odiasse. Que fazia com que as pessoas não o aceitassem porque ele sempre estava pregando mensagens veementes contra o pecado. Era um homem de Deus. E nesse momento Deus disse para Jeremias: “Jeremias, desce à casa do oleiro, que ali eu falarei contigo”. Jeremias naturalmente deveria ter feito algumas conjecturas com respeito a este assunto. “Mas eu, Senhor? Descer à casa de um oleiro? Descer à casa de um homem que tem uma... uma função tão simples... O que é que um homem desses tem para me ensinar, para me mostrar? O que é que eu vou aprender com um oleiro, Senhor? E o Senhor me manda descer, e ir até a casa do oleiro? Casa que só tem barro, cacos de tijolo, de telha, de vasos quebrados... o homem naturalmente, ali todo sujo, de barro, de lama, e o Senhor me manda descer até a casa do oleiro...! Mas como é o Senhor que está mandando, eu descerei à casa do oleiro.” E Jeremias desceu até a casa do oleiro, sem avisar que estaria indo visitá-lo. Ele aproxima-se da casa do oleiro. Naturalmente as portas abertas, Jeremias entra tranqüilamente e ouve o som, o barulho de alguém que estava trabalhando. E ele calmamente se aproxima e, sem dizer bom dia ou boa tarde, ele começa a apreciar o trabalho daquele artesão que estava ali com aquela sua mó, com aquela roda, com um monte de barro encima; e Jeremias, por trás, simplesmente começou a ver que daquele barro sujo, todo melado, o oleiro ia dando a forma de um vaso, e um vaso lindo foi aparecendo. Aquilo atraiu a atenção de Jeremias, quando percebeu aquele vaso bonito, saindo da mão do oleiro. Mas o oleiro começou a se esmerar tanto no trato com aquele vaso que ele foi afinando e trincou; quando trincou, simplesmente o oleiro pegou o barro e voltou para a estaca zero, voltou para a forma primitiva. E naturalmente Jeremias ali por trás olhou e disse: “Mas que coisa, o que aconteceu? Um vaso tão bonito como esse, se quebra!” Nesse momento o oleiro pegou o barro outra vez e foi dando a forma a um novo vaso, até surgir um vaso bonito, perfeito. Naquele instante não foi o oleiro que falou, não foi ninguém da oficina que pronunciou uma palavra, mas naquele exato momento Jeremias ouviu a voz do Senhor: “Porventura eu não posso fazer assim com a casa de Israel?” Como barro na mão do oleiro, assim era aquela nação, à qual Deus estava dando forma.

Meus prezados amigos, e ouvintes da Palavra do Senhor. É possível que nesse momento você esteja encima desse fuso, dessa roda, onde Deus está preparando da sua vida um vaso especial. Mas é bem possível que neste momento esse vaso, que é você, ele tenha trincado, rachou, e o oleiro está trabalhando e voltando o barro à forma primitiva; e você não está gostando, porque está doendo. As tribulações que surgem são terríveis sobre a sua vida. Você sente o amargor da situação trágica que você está atravessando; e muitas vezes você geme. Você reclama que os dilemas, os problemas, as tribulações são grandes; mas eu quero dizer para você neste momento, que tal como o barro na mão do oleiro para fazer um vaso especial, Deus está trabalhando na sua vida neste momento. Ele é o divino oleiro, e nós somos este barro. Ele quer dar esta forma toda especial à sua vida. Mas o que é preciso, o que é necessário? O que é que Deus quer de você nesse momento? Ele quer simplesmente que você desça do seu pedestal, dessa arrogância que talvez tome conta da sua vida, que você não queira dar o braço a torcer de que é um mero monte de barro para ser transformado em um vaso, e você não quer dar o braço a torcer. Você se acha muitas vezes seguro de si, acha-se o tal, não se submete a ninguém. Mas o Senhor está dizendo neste momento para você: “Desce, desce desse teu pedestal, e vai até a casa do oleiro!” Vá à casa daquele homem que você julga que não tem a competência que você tem, que não tem o conhecimento que você possui, que não tem o grau de cultura e conhecimento de que você é detentor, que não tem nenhum diploma que você possua. Ele não tem nenhum diploma, mas que ele pode, como aquele oleiro, lhe dar uma lição extraordinária, neste momento, e você sentir o que significa o homem que se humilha diante da potente mão de Deus. No devido tempo Ele pode exaltar. Ele pode. Ele pode fazer de você um vaso de honra, um vaso de glória, um vaso que venha a adornar a casa do Senhor, e você vir a ser uma bênção para glória do Seu santo e precioso nome. Ele quer; e Ele está trabalhando na sua vida nesse momento. Ele quer transformar você, esse caco velho, esse vaso que está trincado, vazando todo o azeite, Ele não quer que você seja esse vaso trincado, vazando este azeite, mas Ele quer fazer de você um vaso de honra, um vaso para glória, um vaso que detenha a Sua unção, o Seu poder e a Sua glória. Basta você descer desse seu pedestal e você vai ver a glória de Deus erguer a sua vida de uma maneira toda gloriosa para a honra do Seu santo e precioso nome! Por isso, meu amado irmão, Jesus está neste momento falando com você, “Desce!” E você vai ver o poder de Deus, esse poder transformador, este poder sublime tomar conta de você, de uma tal maneira, que a glória de Deus vai brilhar na sua vida. Que Deus o abençoe e guarde para sempre. Amém e amém.

Transplante

ESTÁ EM SEUS RECEPTORES O PROGRAMA “A Bíblia Responde”. E é com muito prazer que vamos neste momento meditar na Palavra de Deus. Desta feita o faremos no livro do Profeta Ezequiel, capítulo trinta e seis, versículo vinte e seis, que nos diz o seguinte: Dar-vos-ei coração novo, e porei dentro de vós um espírito novo; tirarei de vós o coração de pedra e vos darei um coração de carne. Porei dentro em vós o meu Espírito, e farei que andeis nos meus estatutos, guardeis os meus juízos, e os observeis. Estamos vivendo numa época do avanço da ciência em todas as suas ramificações. É o homem que vai à lua, é o mundo globalizado, interligado através da Internet, é o mundo dividido em blocos econômicos, é o avanço da tecnologia, é o avanço da ciência bioquímica, é o avanço da astronomia, é o avanço da medicina, ao ponto do homem fazer a clonagem, como temos tido a notícia; nesses últimos tempos, a possibilidade da criação do bebê de proveta, e até mesmo daquele que é feito em laboratórios. Estamos vivendo numa época em que a ciência médica tem conquistado terrenos jamais imaginados. Quem ouviu, há quarenta anos atrás, falar na possibilidade de algum dia o homem poder ter o coração transplantado? Dizia-se até que o centro das emoções do ser humano encontrava-se no coração. Mas na realidade a ciência tem dito ao contrário. Homens têm tido os seus corações transplantados e continuam da mesma maneira e da mesma forma, com o mesmo sentimento, amando a sua própria esposa, os seus filhos, o seu trabalho, tendo consciência perfeita daquilo que ele é. A ciência médica, através do seu avanço, tem conseguido transplantar até a medula das pessoas. Transplante de rins, isto já é coisa do passado. Transplante do coração, isto simplesmente já se tornou rotina. Mas uma das coisas que nós observamos em todos esses transplantes, é que se você transplantar o coração de um bandido e colocar no peito desse delinqüente um coração de um homem sadio lá fora, de um catedrático de uma universidade, aquele bandido com o coração daquele cientista não vai mudar a sua natureza. Não vai mudar o seu caráter. Ele vai continuar pensando da mesma maneira, agindo da mesma forma.

Mas encontramos aqui na Bíblia Sagrada esse transplante que a Bíblia nos mostra, onde Deus diz, dar-vos-ei coração novo, e porei dentro de vós um Espírito novo, tirarei de vós o coração de pedra, e darei um coração de carne. É isto. É esta mudança que o homem não pode fazer, que a ciência médica não tem condições de realizar. Não há essa possibilidade de mudar o caráter de ninguém, de mudar a personalidade de uma pessoa. Mas quando Deus diz: “Eu tirarei esse coração de pedra, e darei um coração de carne”, esse transplante somente Deus é que pode fazer, tirar aquele coração endurecido, embrutecido, do homem violento, do homem sanguinolento, daquele homem cruel, e transformar numa nova criatura. Somente o poder de Deus é que pode fazer isso. Somente Ele pode transformar o mais vil pecador numa nova criatura. Somente Ele pode fazer esta mudança no homem, de uma maneira que ele venha a pensar e agir de uma maneira correta, de uma maneira santa, de uma maneira pura. Homem nenhum, médico nenhum pode fazer isso, somente Deus. E quando Ele diz, “darei um Espírito novo”, é porque Ele tem a possibilidade de fazer algo que o homem não pode fazer. O homem pode transplantar um coração de carne de um para o outro, mas transplantar o espírito, tirar esse espírito imundo, esse espírito maligno, esse espírito de porco que está no coração do homem, somente Deus pode mudar isso. E quando Ele o faz, o homem é totalmente mudado; aquele homem que odiava e que era violento contra a sua família, ele passa a amar a sua esposa, passa a compreender os seus filhos, passa a compreender as pessoas que o cercam, ele passa a amar até o seu próprio inimigo. Somente Deus pode fazer essa mudança de espírito também. Ele pode. Você, que está neste momento me ouvindo, eu não sei qual é a sua procedência, não sei qual é a sua origem; é possível que você tenha nascido de um lar violento, de um lar onde a crueldade campeie, e você foi formado praticamente na escola do crime. Hoje você sofre com isso, você sofre contra essa sua própria natureza. Você não quer ser assim, mas você é; você não quer agir dessa forma que você age, mas você age! Por que? Porque independentemente de um coração de pedra, você tem um espírito que o perturba. Mas nesse momento a Graça de Deus chega até onde você se encontra, e pode perfeitamente mudar essa sua natureza, e transformar você, um homem velho, numa nova criatura, onde a vida possa surgir para você de uma maneira toda especial. Jesus disse certa ocasião, em João, capítulo dez, versículo dez, que o ladrão vem somente para roubar, matar, e destruir; eu vim para que tenham vida e a tenham em abundância. Vida abundante! Você não encontra nas riquezas, não encontra na fama, não encontra nos círculos sociais que você convive; vida abundante você não encontra no apogeu de uma vida regalada, mas a vida verdadeira você só encontra na pessoa bendita de nosso Senhor e Salvador Jesus Cristo. Ele disse que a Sua missão foi vir ao mundo para trazer vida e vida com abundância. É esta vida que Ele lhe quer dar. Ele quer tirar esse espírito que tanto perturba a sua vida, e transformar você numa nova criatura, numa nova pessoa, com uma nova natureza. Você quer largar o vício, largar a droga, e não tem conseguido; mas hoje mesmo Ele pode transformar esse seu caráter em uma nova pessoa.

Em Oklahoma existia um cidadão que se chamava o Velho Jim. O Velho Jim era um elemento que bebia, e bebia tanto que caía. Um dia ele levantou-se na frente de uma igreja e entrou no templo. O pastor viu quando ele se ajoelhou na frente da igreja. Ele levantou a mão para cima e disse: “Jesus, eu sou o Jim, Jesus. Eu sou o Velho Jim.” No dia seguinte o Velho Jim sofreu um acidente e foi parar no hospital. Quando o pastor foi visitá-lo e chegou lá, o Velho Jim estava sentado na cama. O pastor identificou-se e o Velho Jim disse: “Pastor, eu estou alegre. Porque hoje eu estava deitado nesta cama, em estado em coma. E aí, no meio do quarto, apareceu um homem, que levantou as mãos e disse: “Jim, Eu sou Jesus, Jim!” Jesus Cristo pode mudar o seu ser, pode mudar a sua vida, e você, a partir de hoje, tornar-se uma nova criatura, na presença de Deus, para a sua família e a para a sociedade que você vive. Deus pode mudar você ainda hoje. Que Deus o abençoe e guarde para sempre! Amém e amém.

Põe em pé

ESTE É O SEU PROGRAMA “A Bíblia Responde”, com o Pastor Jorge Valle. E vamos neste momento meditar na Palavra de Deus. Abra a sua Bíblia no Livro do Profeta Ezequiel, capítulo dois, versículo primeiro, que diz o seguinte: E disse-me, filho do homem, põe-te em pé, e falarei contigo. Nós observamos esta determinação divina dada ao Profeta Ezequiel, homem que foi grandemente usado nas mãos do Senhor. Esse homem profetizou em dias em que a nação de Israel se encontrava num pecado clamoroso. A Graça de Deus não podia se manifestar porque não havia nem um justo sequer. Ele mesmo solicita, procura um homem que tapasse a brecha. Que se colocasse no muro, perante Ele, a favor dessa nação; “mas a ninguém, a ninguém Eu achei”. Que trágica situação esta, da nação de Israel, e do povo de Deus. E nesse momento nós encontramos Deus dizendo para Ezequiel, “põe-te em pé, Ezequiel, que Eu falarei contigo”. Deus quer falar com o ser humano, quer falar com as pessoas; Deus tem imenso prazer nisso, porque quando Ele fez o homem, Ele o fez segundo a Sua imagem e segundo a Sua semelhança. Deus fez o homem porque queria o companheirismo deste homem. Ele andava na virada do dia juntamente com Adão, ali no Éden. Até que, finalmente, o pecado veio e derrubou aquele gigante; e foi rompida a comunhão entre Deus e ele. Uma muralha foi formada, não havia mais comunicação; porque, diz a Bíblia Sagrada, os vossos pecados fazem separação entre vós e o vosso Deus [ ]. Deus quer se comunicar com o homem, mas o pecado tem feito esta barreira. No conceito divino, o homem no pecado está caído. E é nesta hora que Deus quer se comunicar com o Seu filho, Ele quer transmitir o Seu amor à Sua nação, e Ele chega ali e dá condição para Ezequiel, dizendo: “Ezequiel, põe-te em pé, e eu falarei contigo!” Falar com o homem sentado, falar com o homem deitado, isto não é a intenção divina. Deus quer falar com o homem que está em pé. O homem que está com a sua vida reta no Seu altar, na presença Dele. Deus quer, simplesmente, que você se coloque em pé nesse instante, porque Ele lhe quer falar. Você muitas vezes fica perguntando: “Mas Deus calou-se comigo: nunca mais senti a presença Dele, nunca mais ouvi a Sua voz, nunca mais recebi uma profecia. O que está acontecendo? Deus me abandonou.” Você até diz que já nem mais crente é. Você não sente mais aquela alegria, aquele gozo da salvação que você tinha outrora. Mas eu pergunto para você: do lado de quem está o problema? Do lado de Deus ou do lado do homem? Do lado Dele ou do seu lado? E quando você começa a cair em si, você começa a observar que a mão de Deus está estendida todo o dia para você. É a condição em que você se encontra que simplesmente não permite que você tenha essa doce comunhão com o Pai celestial, como você deveria ter. E teria, se você se encontrasse em pé, na presença Dele. Você espera que Deus o use, que Deus o ouça, que Deus opere por seu intermédio, dentro de uma condição pecaminosa? Em que você se encontra? Em absoluto, não. Quando Ele diz: “põe-te em pé e Eu falarei contigo”, não é simplesmente se colocar em pé fisicamente, mas é colocar-se numa posição de santidade, na presença Dele. Ele não faz acepção de pessoas, não, absolutamente não; Ele quer falar com você, não interessa a intensidade do seu pecado, não interessa a condição que você vive, não interessa a postura que você esteja nesse momento. Não interessa o grau, a quantidade, a intensidade, o tamanho, a cor do pecado que você tenha cometido. Quando Deus diz: “Põe-te em pé!”, é porque existe solução para você, ainda há uma saída. A Bíblia diz simplesmente que: Se, porém, andarmos na luz, como ele na luz está, mantemos comunhão uns com os outros, e o sangue de Jesus, seu Filho, nos purifica de todo o pecado [ ].

Nós encontramos uma grande figura no Antigo Testamento, que a Bíblia chama o homem segundo o coração de Deus [ ], que foi Davi. Davi, o homem de Deus, o homem puro, o homem santo. Mas que de repente se deixa levar, tropeça, cai, esconde o seu pecado. Como rei, achava ele, estava certo e tinha direito, até que o seu pecado foi descoberto. Mas até ser descoberto, aquele homem havia sofrido tremendamente uma crise que lhe esmagava os ossos: dizia ele que o seu leito era simplesmente um rio de lágrimas. Pois diz a Bíblia: “enquanto eu escondi os meus pecados, o SENHOR esmagou os meus ossos [ ]”, mas ele também declara no salmo cinqüenta e cinco, “eu confessei-te os meus pecados, e Tu saraste a minha enfermidade” [ ]. É isto que Ele quer fazer quando diz para você, “põe-te em pé e Eu falarei contigo!” Depois que o salmista se viu perdoado, ele disse simplesmente para o Senhor: “Agora, Pai, restitui-me a alegria da salvação, não retires de mim o Teu Santo Espírito, e nem me repulses da Tua presença, mas restaura-me a alegria da salvação! [ ]” O que faltava na vida de Davi? A alegria da salvação. Por que não tinha? Por uma conseqüência pecaminosa; mas ele confessou, colocou-se em pé, e o Senhor simplesmente restaurou a sua vida espiritual. Aquele gigante na fé levanta-se e prossegue a sua caminhada, porque Deus havia perdoado e restituído a alegria. E ele continua a sua marcha. É justamente isso que Deus quer fazer com você. Não adianta você querer se justificar diante do povo, dizer que é santo, quando na realidade a sua vida lá fora é outra. Não adianta você querer dar lição de moral para a sua família ou para os seus filhos, quando lá dentro, no íntimo, no íntimo, a sua vida não condiz com a exigência que você faz. Não pensemos que acusando os outros nós vamos nos justificar, em absoluto; mas diz a Bíblia: confessa, simplesmente, e você vai alcançar a misericórdia do Senhor. Hoje mesmo Ele quer perdoar. Ele quer purificar, Ele quer limpar a sua vida, Ele quer purificar os seus pecados. Ele quer repor o seu nome no Livro da Eternidade, Ele quer que você se levante nesta hora, porque Ele lhe quer falar: “põe-te em pé, e Eu falarei contigo!” Que coisa bonita, que coisa importante é quando estamos em pé e podemos ouvir Deus falar face a face conosco. É isso que Ele deseja, é isso que Ele quer. “Põe-te em pé, e Eu falarei contigo.” Você pode nesse momento ter os seus pecados perdoados, se você simplesmente clamar ao Senhor. Ele está disposto a perdoá-lo e renovar, restaurar a alegria da salvação que você um dia possuiu. Porque Deus não é o homem, mas a misericórdia Dele está estendida de geração em geração [ ]; e hoje mesmo você pode voltar para ouvir a voz do Senhor. Que Deus, na Sua infinita bondade, Ele abençoe o seu coração nesta hora, e você possa se colocar em pé porque Ele lhe quer falar! Que o Senhor o abençoe e guarde, hoje, para sempre, amém e amém.

Não há pecado

ESTE É O SEU PROGRAMA “A Bíblia Responde”. E nós vamos meditar na Palavra de Deus, neste momento, no Livro do Profeta Daniel. No capítulo primeiro, versículo oito, que nos diz o seguinte: E Daniel propôs no seu coração não se contaminar com a porção das iguarias do rei, nem com o vinho que ele bebia; portanto, pediu ao chefe dos eunucos que lhe permitisse não se contaminar. Que mensagem preciosa; e eu quero dedicar esta palavra a nossa juventude, a estes jovens queridos que conhecem ao Senhor, que servem a Deus em novidade de vida. A história deste moço praticamente começa ainda no aconchego da sua família, da sua casa, da sua nação. Daniel, na altura deste acontecimento, estava aproximadamente com doze a catorze anos, quando foi levado para o cativeiro da Babilônia. Moço criado nos padrões judaicos da época, no sistema patriarcal, o pai com toda a certeza era o regime em que a voz máxima era a sua, e que os filhos viviam cercados por aquela obediência. E com toda a certeza a exigência da família judaica de temor a Deus, de respeito a Deus, de leitura bíblica, de ler o Torá, ler o Antigo Testamento, ir praticamente ao templo. Para muitos jovens aquilo parecia até mesmo uma coisa chata, porque a nossa juventude gosta de expandir os seus sentimentos, de extravasar praticamente as suas ações. O jovem normalmente gosta de aventuras, quer tem prazer nisso. A sua energia pede, exige. E muitas vezes se torna difícil viver dentro de um lar onde a disciplina e a obediência são fatores preponderantes. E muitos moços, muitas vezes, obedecem papai e mamãe simplesmente porque tem de obedecer. Caso contrário, vai ser disciplinado. Vai passar por um castigo, até que aprenda a obedecer. E nós encontramos aqui neste episódio, quando a nação de Israel foi tomada de assalto por Nabucodonosor, da Babilônia, e na primeira leva de cativos, quando Nabucodonosor vai levando os judeus para o cativeiro, diz a Bíblia Sagrada que ele escolheu pessoas nobres, que tinham estudo, pessoas que tinham um ofício na vida, aquelas pessoas de elite. Para que levar pessoas analfabetas, pessoas sem nenhuma estrutura educacional, para que? Dar trabalho na sua nação? Não, ele procurou selecionar aqueles que tinham sangue real, meninos cultos, pessoas que podiam perfeitamente contribuir para o crescimento do grande império da Babilônia. E é justamente nesta primeira leva de cativos que Daniel é levado juntamente com Sadraque, Mesaque e Abdênego. E quando esses moços são levados para o cativeiro, agora longe do convívio da sua nação e da sua família, longe do papai e da mamãe, que naturalmente faziam aquela força para que eles permanecessem dentro de casa, e agora estes jovens estão distantes da família. Não existe mais aquele patrulhamento. Não há ninguém por perto para dizer o que se deve fazer e o que não se deve. E muitos deles nessa hora diziam assim: “Oba! Chegou a minha grande oportunidade! Agora, longe do papai, longe da mamãe, longe daquela vizinhança, longe da igreja, num lugar distante, eu vou poder extravasar os meus pensamentos, a minha força, a minha energia!”

Mas não foi isso que Daniel fez. Quando chegou na Babilônia, segundo aqui o versículo oito do capítulo primeiro, a primeira coisa que ele fez, foi propor ou colocar no seu coração não se contaminar com as finas iguarias do rei. Ele decidiu no seu coração não se contaminar. Ninguém pode fazer você pecar a partir do momento em que você disser, eu não quero pecar. Na hora que você fecha a porta do seu coração para o pecado, não há demônio que obrigue você a pecar. Não há inferno que obrigue você a fazer o que é errado. E foi justamente o que Daniel fez. Ele colocou no seu coração não se contaminar com as finas iguarias do rei. Ele podia perfeitamente participar daquele banquete. Ele sempre ouvira falar de uma carne de porco assada, que era deliciosa, de certo vinho que era precioso, ele sempre ouvira falar dos grandes banquetes da Babilônia, dos bacanais; ele podia entrar de uma vez nessa situação, mas ele propôs no seu coração não se contaminar com as finas iguarias do rei. Prezado jovem, amigo, você que tem sido criado num lar evangélico, você que tem tido a sua formação cristã dentro de uma igreja, que prima por um padrão de santidade e de pureza, você que naturalmente obedece a seu pai e sua mãe, porque acha simplesmente que é seu pai e sua mãe; mas vai chegar o dia em que eles não estarão por perto. Vai chegar a hora em que você terá de caminhar com os seus próprios pés; vai chegar a hora que você vai ter de enfrentar aquela faculdade, aquele emprego fora do seu país, em outra nação, que está com a porta do mundo escancarada. Mas faça nesse momento como Daniel, que colocou no seu coração não se contaminar com as finas iguarias do rei. Você pode ir para onde você quiser, você pode se esconder da presença do pai e da mãe; você pode sair do convívio da sua igreja, mas uma coisa eu lhe digo neste momento: o Espírito Santo habita na sua vida, Ele está no seu coração, e é em respeito a Ele que você vai colocar no seu coração não se contaminar com as finas iguarias do rei. Você já tem um padrão de vida espiritual elevado, você tem crescido naturalmente na vida espiritual e na presença de Deus, você sabe o valor que você tem para Deus. A Bíblia diz que “Deus amou o mundo –- Deus amou você –- de uma tal maneira que deu o Seu Filho unigênito para que todo aquele que nele crê não pereça, mas tenha a vida eterna” [ ]. Este amor que o alcançou e preserva, é este amor que o vai levar ao céu. É este amor que quer você bem pertinho de Deus, no trono da Sua glória. Mas as oportunidades vão surgir. As ofertas vão aparecer. As propostas estão em todos os lugares. É na escola, é aquele coleguinha que lhe oferece um trago de cigarro, ou uma picada de entorpecente, é aquele outro que na esquina vai lhe oferecer um trago da maconha, é aquele que vai querer lhe dar uma picada de LSD. Em todos os lugares você vai ter propostas indecorosas, como Daniel também teve. Mas uma coisa ele fez, diz a Bíblia, que ele propôs, no seu coração, não se contaminar com as iguarias do rei. É isso que você deve fazer nesse momento. Não se deixe levar, não se deixe contaminar. Você tem um preço muito alto. Jesus ama você e vai levá-lo para a glória eterna se você se manter fiel até o fim. Que Deus o abençoe e guarde, e conserve esta palavra no seu coração, e seja fiel até a morte [ ]. Que Deus o abençoe e guarde. Amém e amém.

Domine ou seja dominado

ESTE É O SEU PROGRAMA “A Bíblia Responde”. E vamos mais uma vez meditar na santa Palavra de Deus, neste momento com o tema Domine ou Seja Dominado. E para a base da nossa mensagem neste momento vamos ler, no Livro de Gênesis, no capítulo quatro, o versículo seis. E o SENHOR disse a Caim: por que te iraste? E por que descaiu o teu semblante? Se bem fizeres, não é certo que serás aceito? E se não fizeres bem, o pecado jaz à porta. E sobre ti será o seu desejo, mas sobre ele deves dominar. Na Versão Atualizada diz mas a ti cumpre dominá-lo. O pecado jaz à porta, mas compete a você dominar. Quando o homem foi criado por Deus, ele não tinha problema consigo, nem com o seu semelhante, nem com Deus. Porque a natureza pecaminosa não existia. Mas a partir do momento da queda, do momento em que o homem caiu, ele tentou cobrir a sua nudez, com folhas de arbustos, imagine só. Quando o sol aqueceu, murchou a folha, e caiu, e a nudez apareceu. E naquele momento Deus mostrou de que maneira deveria o homem cobrir a sua nudez, quando Ele mesmo imolou um animal, tirando a sua pele e cobrindo a nudez daquele casal. A Bíblia diz que sem derramamento de sangue não há remissão [ ]. Deus havia mostrado naquele momento qual era a forma, a maneira com a qual o homem podia ainda reatar a sua amizade com Ele. E naturalmente esse sistema prosseguiu, até que nós encontramos este episódio entre Caim e Abel. Eles estavam habituados a prestar cultos a Deus; e no momento desse culto, Abel ia ao rebanho que ele criava e pegava o melhor que havia; imolava e oferecia a Deus. Caim, entretanto, foi e tomou um feixe de cereais, de arbustos, de ervas, e veio oferecer a Deus. E Deus não aceitou. Por que? Porque não era esse o processo que Deus havia ensinado. Não era esse o método que Ele havia aplicado. Ele havia mostrado que, para que cobrir o pecado de alguém, era preciso pagar um preço de sangue. E Caim vem querer oferecer vegetais nesse momento? Então, quando Deus aceitou e recebeu o sacrifício de Abel, Caim ficou irado e foi tomado de um ciúme muito forte; e queria simplesmente se vingar do seu irmão, como se ele, Abel, fosse o culpado de Deus não ter aceito a sua oferta. E foi nesse momento que Deus se chegou a Caim e disse: Por que te iraste? E por que descaiu o teu semblante? Se bem fizeres, não é certo que serás aceito? “Se você fizer a coisa como Eu mandei, você vai ser aceito, também. Mas você quer fazer a coisa da sua maneira, da sua forma, do seu jeito?”

Irmãos queridos, nós estamos vivendo na época da Igreja de Laodicéia. Laodicéia simplesmente quer dizer “direito dos povos”. Ou seja, todo o mundo manda. Todos querem fazer. Só que existe um problema. É que ninguém quer se submeter à vontade de Deus. É mais quem quer criar um sistema religioso, da sua maneira, da sua forma, do seu jeito. E quanto mais os homens pensam que estão agradando a Deus, mais eles estão simplesmente se afastando da presença do Senhor. Que mundo de heresia é este que nós estamos vivendo? Porque Deus deixou um padrão. Deus mostrou que somente através de Jesus Cristo é que o homem pode chegar ao céu. Jesus mesmo disse: Eu sou o caminho, e a verdade, e a vida, e ninguém vem ao Pai a não ser por mim [ ]. E muitas pessoas querem ir através de Buda, Maomé, Confúcio, Zoroastro, através dos grandes filósofos deste mundo, através das boas obras, através dos chamados santos. Quando Jesus disse “Eu sou o caminho”, o resto tudo é atalho que não leva a lugar nenhum. E muitas pessoas estão querendo chegar a Deus através de uma religião criada por elas mesmas. É preciso que você desperte nesta hora, e veja se você não está fazendo à semelhança de Caim, criando um sistema religioso da sua maneira, que de forma nenhuma agrada a Deus. Deus deixou o marco. Ele deixou uma forma. Ele deixou uma maneira. Em cima do Monte da Transfiguração estavam Jesus, Moisés e Elias. Aquela voz do céu bradou dizendo “Este é o Meu Filho, a Ele ouvi! [ ]” No Jordão, no momento em que Jesus estava sendo batizado com o Espírito Santo, a voz lá de cima bradou, dizendo: “Este é o meu filho amado, em quem tenho prazer! [ ]” Não adianta, meu amado irmão, você querer chegar ao céu criando um sistema religioso da sua maneira. Das boas obras, filosofias humanas, religiões humanas, humanismo e outras coisas; ninguém chegará ao Pai, a não ser através da pessoa bendita de nosso Senhor e Salvador Jesus Cristo.

Mas voltando neste momento ao que Deus havia dito para Caim: “Caim, o pecado está à tua porta; ele está forçando a tua porta, ele quer entrar na tua vida, mas compete a ti dominá-lo; ou tu o dominas, ou serás dominado.” Meus prezados amigos, irmãos queridos, a partir do momento em que o homem caiu, ele passou a ter esta briga, esta luta, a travar esta luta, dele contra o pecado. O pecado quer dominar, quer tomar conta, simplesmente quer agir através da sua vida; ele todo o tempo está batendo à sua porta. É na figura de uma desonestidade, é numa figura feminina, sexual, é na figura simplesmente de um prazer momentâneo lá fora. E simplesmente o pecado está em todo o canto e quer entrar; mas diz aqui Deus nesse momento para Caim: “compete a ti, Caim, dominar!” Não espere que o pastor da sua igreja venha a dominar o pecado por você. Não espere que o seu pai ou a sua mãe venha a dominar o pecado por você, não! Esta é uma batalha individual que todos nós temos que travar conosco mesmo, com nossa natureza pecaminosa, com essa natureza terrena. O pecado quer invadir, o pecado quer entrar, ele quer agir, mas diz aqui a Bíblia, compete a você dominá-lo! Então você pode dizer: “Mas Pastor Jorge, muitas vezes a força do pecado é muito grande contra a minha vida. Eu tento vencer, mas sou sempre derrotado. Eu quero me levantar, mas não consigo.” Você disse muito bem. Por isso é que eu quero lhe apresentar neste momento a pessoa bendita de nosso Senhor e Salvador Jesus Cristo. Ele pode perfeitamente tomar a frente da sua vida. Ele, quando diz, “recebereis poder, ao descer sobre vós o Espírito Santo”, é porque Ele quer encher a sua vida de poder, poder para vencer o mal, o pecado, vencer essas atrações do mundo e manter-se puro e santo na presença do Senhor. Você pode ser muito mais do que vencedor através do nome de nosso Senhor e Salvador Jesus Cristo. Compete a você dominar. Leia a Bíblia. Ore, busque, e você vai ver o poder de Deus vitorioso sobre você. Que Deus o abençoe e guarde. Que o Senhor resplandeça o Seu rosto sobre você e lhe dê a paz. Amém e amém.

O Maravilhoso

PROSSEGUIMOS NESSE MOMENTO COM O SEU PROGRAMA “A Bíblia Responde”, e vamos meditar neste momento na Palavra de Deus, no Livro do Profeta Isaías, capítulo nove, versículo seis, que nos diz o seguinte: Porque um menino nos nasceu, um filho se nos deu, e o principado está sobre os seus ombros, e o seu nome será Maravilhoso, Conselheiro, Deus forte, Pai da Eternidade e Príncipe da Paz. Setecentos anos antes do nascimento de nosso Senhor e Salvador Jesus Cristo, numa linguagem profética e visão extraordinárias, o Profeta Isaías, antecedendo todos os acontecimentos, porque assim é a visão profética, ele declara que um menino nasceu. Claro, só nasceria setecentos anos depois. Mas na visão do profeta Ele já havia nascido no coração de Deus. Já havia nascido, só faltava ser apresentado ao mundo. E quando começamos a observar o nome que este menino receberia ao nascer, aqui simplesmente declara que Ele se chamaria, ou o seu nome será Maravilhoso. Por que iniciamos verificando o nome de Jesus com esta expressão, Maravilhoso? Por que Isaías chama Jesus de Maravilhoso? Não é simplesmente Isaías que estava vendo antecipadamente os acontecimentos, mas quem conviveu com nosso Senhor e Salvador Jesus Cristo não podia ver nesta pessoa outra coisa, e dizer outra palavra a não ser que Ele é Maravilhoso.

Lembramos daquele dia em que Jesus Cristo vai com os Seus discípulos atravessando o Mar da Galiléia [ ]. E de repente o barco é tomado por uma tremenda tempestade, com ondas tão grandiosas que davam a entender que o barco ia sucumbir, ia para o fundo. Pescadores experientes como Pedro e os seus demais companheiros de viagem, acostumados ao Mar da Galiléia, acostumados às ondas; mas eles nunca tinham visto coisas tão terríveis e tão tenebrosas como aquelas ondas que estavam açoitando o Mar da Galiléia naquela naquele dia. É como se todo o inferno houvesse se reunido em conjunto para jogar aquele barco no fundo, porque ali dentro ia um passageiro muito importante. E aqueles homens se seguram de todo o jeito. Eles tentam salvar o barco; vão de um lado para outro, amarrando uma coisa e outra; e as ondas começaram a invadir o barco, de tal maneira que eles viam que o barco ia para o fundo naquele momento. E diz a Bíblia Sagrada que Jesus estava ali naquele barco e estava dormindo. Somente Jesus, no meio de um vendaval, no meio de um temporal tão grande, tinha condições de dormir tranqüilamente. Até que chega o momento em que os discípulos não agüentam mais aquela situação e correm aonde estava Jesus de Nazaré, despertam o Senhor e dizem: “Senhor, nós vamos perecer!” Jesus levantou-se, diz a Bíblia, colocou-Se em pé, na proa daquela embarcação, e estendendo a mão, disse: “cala-te, vento, aquieta-te mar”; e naquele momento sobreveio uma grande bonança. A tranqüilidade retornou, a paz estava ali. O mar tranqüilizado, e os discípulos atônitos, olhavam um para o outro, a dizer: “Maravilhoso!” Só esta expressão podia expressar o que tomava conta deles. Que Ele era Maravilhoso. Porque operar maravilhas daquele jeito, tinha de ser Maravilhoso. É por isso que o profeta, setecentos anos, dizia, “e o Seu nome será Maravilhoso”. É isso que Jesus Cristo era, Maravilhoso. Glória ao precioso nome de nosso Senhor e Salvador Jesus Cristo!

Atravessado o Mar da Galiléia, estão naturalmente em outra ocasião [ ], e onde Jesus está pregando um sermão e uma multidão imensa se aproxima, vidas famintas, desejosas de ouvir a Palavra de Deus. E multidões afluíam para ver Jesus Cristo. Ele prega sobre o Reino de Deus. As multidões estão atentas, absorvidas, sem perder uma palavra. E o sermão foi se estendendo, e ninguém se afastava do lugar, até que se fez tarde. E foi dito que se mandasse o povo embora para casa. Mas sair dali para ir comprar o que, aonde, no deserto? Não tinha nenhuma padaria, nenhuma panificadora, nenhuma pizzaria, não tinha nenhum restaurante ali por perto. Esse povo iria desmaiar pelo caminho; e foi nesse momento que Jesus dirigiu-se aos discípulos e disse: “Dai-lhes vós de comer, dai-lhes vós de comer!” Eu creio que os discípulos naquele momento olharam uns para os outros: “Mas como? Não temos dinheiro, não há com que comprar, não tem o que comprar!” Mas naquele momento Jesus perguntou: “O que é que vocês têm por aí?” Um olhou para o outro, não tinham nada. Mas estava um garoto, ali por perto, que tinha um lanchezinho. Uma merenda que ele ia levando naturalmente para aquela ocasião, aquele encontro. E disseram: “Só há um garoto aqui que tem dois peixinhos e cinco pães.” Jesus disse: “tragam-nos aqui”. E quando trouxeram a Jesus, Ele abençoou, partiu, e foi entregando para os discípulos distribuir. Ele punha a mão no cesto, tirava peixe e pão para o primeiro; peixe e pão para o segundo discípulo; peixe e pão para o quinto, peixe e pão para o décimo, peixe e pão para o décimo segundo, e a cesta continuava com peixe e pão. E a multidão naquele momento foi alimentada simplesmente com a multiplicação de dois peixinhos e cinco pães. Os discípulos atônitos olharam um para o outro e não tinham outra expressão a não dizer “Maravilhoso, Ele é Maravilhoso!” Jesus é Maravilhoso. Não há nada que se iguale a Ele, não há nada que corresponda àquilo que Ele é. Porque Ele é Maravilhoso. Ele é o Maravilhoso que está nesse momento aí na sua vida, do seu lado, Ele é o Maravilhoso que transformou a vida de um pecador destituído numa nova criatura, como você. Você já se olhou no espelho hoje? Olhe para aquela fotografia antiga que você tinha, daquela figura que vivia se embriagando pelas esquinas; olhe para essa fotografia daquele tempo que você vivia nas drogas, olhe quem você é hoje, e só existe uma expressão, qual é? Jesus é Maravilhoso! Ele é o Maravilhoso na nossa vida, na minha, na sua vida e na vida de tantos quantos O têm recebido como seu legítimo Salvador, glória a Jesus! É justamente isso que Isaías diz que o nome Dele será Maravilhoso. Jesus é este Maravilhoso Senhor que está presente em nossa vida. Recorra a Ele, busque-O. Há um problema? Há uma dificuldade na sua vida? O Maravilhoso está aí perto de você! Ele está do seu lado, Ele está pronto para ajudar. Que o Senhor o abençoe e guarde nesta oportunidade. Que Ele faça resplandecer o Seu rosto sobre você, tenha misericórdia e lhe dê a paz. Que o Senhor o ajude, hoje e sempre. Amém e amém.
Por: Pastor Jorge Valle
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

468x60

energia a preço justo
Nelson Neto. Tecnologia do Blogger.
 
Filhos de Yhwh © 2012 | Designed by Nelson Neto